Ao Vivo

Zoológico do Rio vira BioParque e decreta fim do enjaulamento de animais

19/02/2020 às 11:05.

Fundado há 138 anos, ainda no período imperial, o Zoológico do Rio de Janeiro foi fechado para reformas em novembro do ano passado.

A partir de julho, quando será reinaugurado, o RioZoo passará a ser chamado de BioParque do Rio, se tornando um centro de conservação da biodiversidade.

O zoológico passa a se comprometer com as melhores práticas internacionais para garantir maior bem-estar animal, como o fim do enjaulamento e espaços mais amplos para os animais silvestres.

Zoológico do Rio vira BioParque fim enjaulamento animais
Foto: diariodorio.com

Quase cinquenta espécies de animais ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, o lobo-guará e a anta, estarão protegidas.

O BioParque do Rio contará com de 800 espécies de animais, divididas em áreas que irão reproduzir seus habitats naturais, como a Aventura Selvagem, que reunirá animais africanos como hipopótamos, zebras, girafas e impalas, e o setor Aves do Brasil, com mais de 220 aves representantes de biomas brasileiros.

Zoológico do Rio vira BioParque fim enjaulamento animais
Foto: Folha

Para os mais entusiastas deste tipo de passeio, o BioParque do Rio disponibilizou dois tipos de planos mensais para sócios, que terão a oportunidade de acompanhar toda a transformação do Zoo de perto.

Zoológico do Rio vira BioParque fim enjaulamento animais
Foto: BioParque do Rio / Divulgação

Os planos são divididos entre individuais ou para 4 pessoas, com os valores de R$ 4,99 ou R$ 7,99 por mês.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Via: Razões Para Acreditar