Ao Vivo

Whindersson Nunes oferece apoio psicológico até 18 anos à menina de 10 anos grávida

17/08/2020 às 08:39.

Chocado e preocupado, como todo o Brasil, o humorista Whinderson Nunes se comprometeu a pagar apoio psicológico, até os 18 anos, para a menina de 10 anos que ficou grávida após abuso, possivelmente do tio dela, no interior do Espírito Santo.

“Me preocupa o tanto de atrocidades que essa criança vai ouvir no decorrer da vida. Alguém da família entre em contato, quero ajudar com toda assistência piscológica até os 18 anos”, escreveu o artista no Twitter neste domingo, 16.

Whindersson também deixou uma crítica sobre a forma como as pessoas estão julgando e brigando nas redes sociais, enquanto a menina e a família sofrem.

“A terra devia estar em paz com tantos Jesus nas redes sociais”, ironizou o humorista.

Polêmica

A Justiça autorizou a interrupção da gravidez da menina, que ficou uma semana sob guarda do Estado, após médicos do Espírito Santo se negarem a fazer o aborto.

A criança foi levada então para Pernambuco. Lá um grupo de manifestantes anti-aborto cercou o hospital para tentar impedir o procedimento, mas não conseguiu. A gravidez foi interrompida neste domingo.

Apesar de o tempo de gestação da menina não ter sido confirmado oficialmente, os manifestantes, alegam que a gestação já passou das 20 semanas e o aborto legal seria proibido a essa altura.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) discorda e se manifestou a favor do direito de abortar da menina de 10 anos.

“Além de ter sido estupro, gera risco para a vida da grávida”, explicou José Carlos Rizk Filho, presidente da OAB-ES, em entrevista ao O Globo.

“Entendemos que está muito legitimada a prática do aborto, para que se preserve a vítima. Não vejo nenhuma instância de restrição”, concluiu.

Com informações do Metrópoles e OGlobo.