Whindersson Nunes “defende” Carrefour em caso de cão e divide opiniões

05/12/2018 às 09:22. Comente esta notícia!

Logo em seguida Whindesson apagou a publicação e se desculpou ‘me expressei mal’

O caso do cão que foi morto no Hipermercado Carrefour em Osasco SP, ganhou grande comoção nas redes sociais pela brutalidade.

Segundo informações de testemunhas do local, um cão comunitário foi envenenado e morto a pauladas por um segurança do local.

Houve protestos na internet e muitos famosos expressaram sua revolta com a situação, como a atriz e apresentadora Tatá Werneck  e o ator Fábio Assunção.

Outro famoso que falou da morte do cão, foi o Youtuber Whindersson Nunes, mas a postagem do influenciador digital gerou enorme polêmica.

Vale lembrar que não é empresa inteira que tem culpa, aconteceu no Carrefour de Osasco, um cachorro foi morto a pauladas por um segurança despreparado.“, disse Whindersson em sua conta no Twitter.

Logo em seguida milhares de internautas começaram a criticar o Youtuber:

Não entendo como tem gente que defende uma corporação desse tamanho“, escreveu um internauta.

E falar que repudia a ação é o suficiente? Ah tá“, respondeu outro.

Ok, mas a empresa tem que responder. Não dá pra passar pano“, rebateu um seguidor. “Despreparado sou eu indo fazer prova se estudar! Isso aí foi maldade pura”, completou outro.

Depois de ler a repercussão de seu comentário, Whindersson voltou a rede social, se desculpando e apagou a primeira postagem.

Me expressei mal, a palavra não era DESPREPARADO, e sim DESUMANO, que o Carrefour se pronuncie“, afirmou.

Fico triste por que mesmo depois de falar várias coisas certas, e ajudar animais com as minhas ações (só esse mês foram mais de 60 mil reais que ajudei para casas que cuidam de animais abandonados), as pessoas ainda por causa de um tweet que me expressei mal metem o pau em mim.“, ressaltou.

Então um seguidor tentou defendê-lo:

“Toda vez que você volta atrás você fica a mercê do julgamento dessa galera que não consegue interpretar um texto. O Carrefour está fazendo o que pode de acordo com a Lei. Você estava correto, porém para agradar, você fala o que eles querem ouvir. Você estava certo e acabou !!”, disse o internauta em defesa de Whindersson.

Mas ele respondeu:

“Não amigo, eu não estava certo. Eu me expressei mal. Só fico puto com o povo falar que é por dinheiro, que me pagaram, eu não preciso de dinheiro.”

“Patrocínio de Carrefour eu quero que enfiem no c… do segurança que assassinou o cachorro.”, esbravejou Whindersson.

O Carrefour se pronunciou em nova nota na noite desta terça (4).

O Carrefour reconhece que um grave problema ocorreu em nossa loja de Osasco. A empresa não vai se eximir de sua responsabilidade. Estamos tristes com a morte desse animal. Somos os maiores interessados para que todos os fatos sejam esclarecidos. Por isso, aguardamos que as autoridades concluam rapidamente as investigações.

Desde o início da apuração, o funcionário de empresa terceirizada foi afastado. Qualquer que seja a conclusão do inquérito, estamos inteiramente comprometidos em dar uma resposta a todos. Queremos informar também que estamos recebendo sugestões de várias entidades e ONGS ligadas à causa que vão nos auxiliar na construção de uma nova política para a proteção e defesa dos animais.”

Fonte: Veja