Ao Vivo

Voluntários levam água e frutas para animais atingidos por fogo no Pantanal

08/10/2020 às 09:05.
Macaco-prego se alimenta com comida distribuída por voluntários no PantanalFoto: Documenta Pantanal

Mais de 2,3 milhões de litros de água e 53 toneladas de alimentos foram distribuídos para os animais atingidos pelas queimadas no Pantanal.

O trabalho foi realizado pelo Posto de Atendimento Emergencial aos Animais do Pantanal – PAEAS Pantanal.

As ações de distribuição de água e alimentos para fazer frente à seca têm acompanhamento de  especialistas.

Cerca de 72 pessoas estão envolvidas resgate e suporte aos animais, incluindo servidores públicos, militares, voluntários, funcionários da iniciativa privada e reeducandos.

Desde o início do funcionamento do Posto, em 30 de agosto, foram atendidos 40 animais pelas equipes do PAEAS Pantanal de variadas espécies: Tuiuiú, Garça, Iguana, Jabuti, Jaguatirica, Queixada, Anta, Maritaca, Cachorro do Mato, Pequeno Roedor, Veado, Jabuti, Paca, Gavião (casaco de couro), Ariranha, Coruja Buraqueira, Quati, Lontra, Sagui Marrom, Veado Mateiro e Tamanduá.

Os alimentos que têm surtido melhor efeito são banana, laranja, mamão, melancia, melão, abacaxi, maçã, goiaba, manga, caju, milho (in natura) e chuchu.

Força-tarefa

Na última semana, uma equipe do curso de Engenharia Sanitária da Universidade Federal de Mato Grosso esteve no local para avaliar as águas dos corixos.

“Estamos com suspeitas de botulismo nas lontras. Por isso, vamos avaliar a água existente nos corixos, a água dos caminhões pipa e também como ficará a qualidade da água depois que enchermos os lagos”, explica a médica veterinária Karen Ramos, responsável técnica pelo PAEAS Pantanal.

A força-tarefa reúne esforços de órgãos do Governo de Mato Grosso, Governo Federal, entidades de classe, terceiro setor e instituições privadas.

O grupo é coordenado pelo Comitê Estadual de Gestão do Fogo e é formado pelas secretaria de Meio Ambiente e Segurança Pública, BPMPA, Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros Militar, Programa REM-MT, Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e Marinha do Brasil.

O PAEAS Pantanal é um dos instrumentos de resposta aos incêndios florestais e integra as ações do Centro Integrado Multiagências (Ciman).

Doação

Lembrando que a população pode doar frutas e ovos, bons para consumo, por meio da ONG É O Bicho.

As doações são recolhidas em diversos pontos, como a Integral Pet e IFMT Campus Bela Vista, em Cuiabá, e Hard Training Academia em Várzea Grande.

A preferência é por frutas, já que contém mais água e auxiliam a manter os animais hidratados por mais tempo, já os ovos alimentam os animais que necessitam de proteína em sua dieta.

Com informações da Anda e Mato Grosso ao Vivo