Vídeo mostra homem ateando fogo em ex-mulher em São Paulo

27/12/2018 às 16:45. Tags: , . Comente esta notícia!

O vídeo mostra o momento em que o segurança Edilson dos Reis Bispo, de 48 anos, e a auxiliar de enfermagem Josefa Renata Bispo, de 31, discutem e ele acaba ateando fogo na ex-mulher. O crime aconteceu no início da noite desta quarta-feira (26) em uma rua de Santo André, no ABC paulista, em frente ao Hospital das Acácias, onde Josefa trabalha. O home está foragido.

Josefa tinha acabado de sair do trabalho quando encontrou com o ex-marido. Imagens de segurança mostram o momento em que ela aceita uma carona de moto oferecida por ele. Quando chegaram em uma esquina, Edilson desceu, jogou um líquido inflamável e colocou fogo na vítima.

No vídeo, os dois aparecem juntos em uma moto. Edilson para e desce. Ele pega alguma coisa no baú e, segundos depois, uma garrafa ainda cheia é atirada no chão. O segurança, então, reaparece já com a manga do casaco pegando fogo. As chamas se espalham pelo asfalto, onde ele atira a mochila da ex-mulher.

O agressor tenta dar a partida, mas não consegue e foge empurrando a moto na contramão.

Ferida, Josefa pega o celular no meio do fogo e pede socorro. Ela foi resgatada por colegas e levada ao hospital onde trabalha, que fica bem ao lado do local do crime.

Uma moradora diz que ouviu os gritos e correu para ajudar a vítima.

Foragido

Edilson dos Reis Bispo ateou fogo na ex-mulher — Foto: Reprodução/TV Globo

 

Edilson Bispo, de 48 anos, está foragido. A auxiliar de enfermagem teve queimaduras de primeiro e segundo graus na mão e no rosto e está internada na UTI.

Josefa e Edilson foram casados por 10 anos, têm dois filhos e estavam separados há cerca de um mês. Ele disse para a ex-mulher que precisava conversar sobre os filhos e teria tentado reatar o relacionamento. Apesar de o ex-marido não ter aceitado o fim do relacionamento, a vítima disse aos policiais que não se sentia ameaçada por ele. Edilson Bispo agora vai responder por tentativa de feminicídio.

“Aparentemente foi uma atitude premeditada dele”, disse o delegado Eduardo Ribeiro. “Em nenhum momento algum ele aparentava estar nervoso. Não foi uma discussão em que ele resolveu agredir ela, tanto que ela aceitou a carona que ele ofereceu.”

A polícia investiga o caso. Quem tiver qualquer pista sobe o paradeiro de Edilson dos Reis Bispo pode ligar para o Disque-Denúncia no telefone 181. Não é preciso se identificar.

 

 

Fonte:  G1