Vereadores pedem volta da tarifa domingueira nos ônibus

08/03/2017 às 07:36.

Defendendo que o fim da “domingueira” afetou negativamente a população, em especial a comunidade evangélica, a vereadora Noemia Rocha (PMDB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal, nesta terça-feira (7), para pedir ao Executivo que ela seja restabelecida. A tarifa dos ônibus em Curitiba tinha, desde 2005, um preço menor aos domingos, daí ser chamada popularmente de “domingueira”. Antes da horizontalização das tarifas em R$ 4,25, a passagem custava R$ 3,70 e, nesses dias, R$ 2,50. O pedido motivou uma proposição formal, aprovada hoje em plenário.

“Para uma família com filhos, que quer fazer uma reflexão religiosa aos domingos, ir à igreja, ir à missa, alimentar a alma, o impacto existe, pois [o aumento] reflete em seis, oito passagens”, comentou a vereadora. Maria Manfron (PP) e Thiago Ferro (PSDB) concordaram com Noemia Rocha. “Quando o presidente da Urbs, Andreguetto, esteve na Câmara, disse que quando [as finanças do sistema] estivessem reequilibradas a domingueira poderia ser retomada”, lembrou Thiago Ferro.Maria Manfron também comentou que, graças à tarifa reduzida aos domingos, familiares tinham mais facilidade para visitar parentes em outros bairros. “Antes ele podiam ter esses passeios, aproveitar um pouco… agora deixa as pessoas paradas”, disse a vereadora. Todos falaram que a medida impacta também o turismo interno, diminuindo a circulação dos curitibanos pela cidade no fim de semana. “Muitos jovens, no ensino médio, ainda desconhecem os parques que temos”, alertou o Professor Silberto (PMDB). “Curitiba precisa voltar ao que era”, somou Oscalino do Povo (PTN).

Via: Câmara Municipal Curitiba