Vai chover finalmente em Curitiba?

25/09/2017 às 08:04.
 | Albari Rosa/Gazeta do Povo

Albari Rosa/Gazeta do Povo

A chegada da primavera trouxe junto uma notícia mais do que esperada pelos moradores da Grande Curitiba: a estiagem vai dar uma trégua. Neste domingo (24), depois de 33 dias sem ocorrências relevantes de chuva, a região da capital voltará a presenciar a água cair do céu, segundo previsão do Instituto Simepar – uma imagem ainda inédita neste mês de setembro.

Na tarde de sábado (22), a chuva já deu o ar da graça na metade sul do Paraná: desde a divisa com Santa Catarina até o Centro do estado, passando pelos Campos Gerais. Os radares do instituto chegaram a apontar precipitações até na Região Metropolitana de Curitiba, mas isoladas e de curta duração.

Nas cidades de Guarapuava e Irati, a chuva foi mais significativa, com acumulado em torno dos 30 mm. No restante do estado, muitas nuvens no céu e tempo abafado. Chuva também no litoral do estado.

De acordo com o Simepar, a instabilidade é resultado de uma frente fria que se desloca pelo Oceano Atlântico. Neste domingo, Curitiba amanheceu com uma grande concentração de nuvens e com o tempo mais friozinho, sendo recomendado o uso de casaco para sair de casa. A máxima não passa de 19ºC e a mínima é de 14ºC.

Em Curitiba, diz o meteorologista Reinaldo Kneib, pode ter chuva fraca entre domingo e segunda-feira. Ela deve ser rápida e não molha muito. Depois dela, o sol pode voltar a predominar. Mas na terça e quarta-feira, a precipitação deve ser bem mais intensa, aumentando a umidade do ar.

Durante a semana, por conta da frente fria, a temperatura cai um pouco. Fica com mínimas pelos 15.º e máximas pelos 25.º. “Curitiba voltando a ser Curitiba”, brinca Reinaldo, que também mostra que na questão da temperatura, o mês de setembro está sendo muito atípico, com cerca de 4.º acima da média histórica para os meses de setembro. Neste mês houve picos de 30.º, até 32.º, o que não é tão comum para o mês de início da primavera.

Aliás, falando em primavera, as flores ainda não apareceram na totalidade por causa do tempo seco. Segundo Reinaldo, o calor “convidou” as plantas a prepararem os seus botões, que ainda não floresceram totalmente por conta da falta de umidade. Mas agora, com a chuva colaborando com a florada, os canteiros da grande Curitiba devem ficar muito coloridos.

Via: Gazeta Do Povo