Ao Vivo

Vacinação de profissionais autônomos da saúde segue suspensa em Curitiba

10/02/2021 às 08:22.

Dose da vacina Coronavac. Foto: Américo Antonio/SESA

O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) definiu que a vacinação para autônomos da área da saúde deve continuar suspensa pelos próximos dias, até que o Ministério da Saúde apresente os critérios do Plano de Vacinação. A decisão foi realizada nesta terça-feira (9), numa reunião com representantes do Ministério Público do Paraná, Defensoria Pública da União, Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba e conselhos regionais.

A quantidade insuficiente de doses para a vacinação em Curitiba foi o principal critério para a suspensão da vacinação dos profissionais autônomos. De acordo com o MPT, os critérios foram estabelecidos de forma objetiva e transparente, para que nenhum trabalhador da área fosse prejudicado.

Nesta segunda-feira (8), o ministro Ricardo Lewandowski determinou que o Governo Federal divulgue, no prazo de cinco dias, a ordem de preferência entre os grupos prioritários, com base em critérios técnico-científicos. 

Participaram da reunião representantes da SMS, do MP-PR, da DPU e de conselhos regionais de Nutrição, Psicologia, Medicina Veterinária, Enfermagem, Medicina, Odontologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Educação Física, Biologia e Fonoaudiologia.

Via: Tribuna Do Paraná