Ao Vivo

URGENTE: Edison Brittes é transferido para Casa de Custódia de Curitiba

08/03/2019 às 20:10.

Edison Brittes, assassino confesso do jogador Daniel Corrêa Freitas, foi transferido na manhã sexta-feira (8) da Casa de Custódia de São José dos Pinhais para a Casa de Custódia de Curitiba.

De acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), a transferência de unidade foi realizada às 10h.

O Depen ainda não relatou o motivo da transferência, apenas disse, por meio de nota, que foi realizada por motivos de segurança.

O CASO

O corpo de Daniel Corrêa Freitas foi encontrado em São José dos Pinhais em 27 de outubro, em uma mata perto de uma estrada rural na Colônia Mergulhão. De acordo com o Instituto Médico-Legal (IML), ferimento por arma branca foi apontado – na apuração preliminar – como causa da morte.

O empresário Edison Luiz Brittes Júnior, de 38 anos, confessou em entrevista à RPC e em depoimento à polícia ter assassinado Daniel.

Tudo aconteceu depois da festa de aniversário de 18 anos da filha de Edison Brittes, Allana, na noite de 26 de outubro, na qual também estava Daniel, em uma casa noturna de Curitiba. A festa continuou na manhã do dia seguinte na casa dos Brittes.

Edison Brittes alegou, em depoimento à polícia, que Daniel tentou estuprar a esposa dele, Cristiana Brittes, e que matou o jogador “sob forte emoção”.

Antes de ser agredido e morto, o jogador Daniel trocou mensagens e fotos com um amigo em que ele aparecia deitado ao lado de Cristiana Brittes.

Edson Júnior foi preso no dia 1º de novembro, em casa, em São José dos Pinhais.

Além dele, outras seis pessoas foram presas temporariamente pela Polícia Civil suspeita de envolvimento no crime: Cristiana, Allana, Eduardo Henrique da Silva, namorado de uma prima de Cristiana, Ygor King, Willian David e Eduardo Purkote.

Via G1