Ao Vivo

Uma das suspeitas de coronavírus é descartada em Curitiba. Outra mulher segue internada no HC

29/01/2020 às 09:47.

Um dos casos suspeitos de coronavírus em Curitiba foi descartado, na manhã desta quarta-feira (29). Era um paciente que estava internado em um hospital particular da cidade. O outro casos suspeito, de uma mulher que esteve na China recentemente, segue aguardando resultado de exames que vão comprovar ou não a doença. A investigação dos casos ocorre por meio do Ministério da Saúde.

A paciente, uma mulher de 23 anos, internada no HC, esteve na China nos últimos dias e buscou atendimento na UPA do Boqueirão. Foram feitos exames e o resultado pode sair a qualquer momento. O caso descartado era de um homem.

O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, falou sobre as suspeitas de dois casos ao Boa Noite Paraná, da RPC, e também no Bom Dia. “Estamos com dois casos notificados, casos leves, pessoas que passaram pela China nos últimos dias e estão recebendo todos os cuidados necessários. Vamos acompanhar”, disse.

O caso está sendo acompanhando pelas secretarias estadual e municipal de saúde. Todos estão em alerta. “No mais tardar amanhã (quarta-feira), teremos mais informações sobre normas, vendo junto com a Anvisa, para fiscalização no Porto de Paranaguá, avaliando a possível entrada de pessoas que eventualmente estiveram na China nos últimos 15 dias”.

O secretário ressaltou ainda a questão o cuidado maior em cidades de trânsito: Paranaguá, São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu. “É o momento de aguardar, de expectativa e muita serenidade. Obviamente temos um sistema robusto preparado e um trabalho conjugado e vamos trabalhar nestas cidades com bastante tranquilidade e transparência”, ressaltou.

A secretária de saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, ressalta que já existe protocolo nas unidades de saúde e que doenças respiratórias são estudadas com frequência. “Estudamos doenças respiratórias o ano todo e isso acontece há mais de uma década. Nossas equipes nas unidades de saúde estão preparadas para qualquer tipo de atendimento”, disse. Ela lembrou a principal orientação é buscar a unidade de saúde em caso de dúvidas.

Confira a matéria completa: Tribuna do Paraná