Um dos bebês mais prematuro da história completou 3 anos

14/11/2017 às 09:32.

Courtney Stensrud deu a luz com apenas 21 semanas e 4 dias de gravidez

Bebê prematuro (imagem ilustrativa) (Foto: ThinkStock)

A americana Courtney Stensrud tomou um susto quando entrou em trabalho de parto com apenas 21 semanas e 4 dias de gravidez. Segundo relatório oficial do neonatologista, Dr. Kaashif Ahmad, o bebê é o mais novo sobrevivente prematuro conhecido até hoje.

O parto difícil e precoce de Courtney começou quando sua bolsa estourou e também por causa de uma infecção na membrana placentária. A mãe deu entrada imediatamente no Methodist Children’s Hospita, em Santo Antonio, no Texas.

A equipe médica fez o parto, mas ainda quando o cordão umbilical estava ligado à mãe, o neonatologista percebeu a gravidade do caso e conversou com Courtney sobre a baixa chance de sobrevivência de sua filha, que havia nascido com pouco mais de 400 gramas. Com o bebê inconsciente, sua primeira recomendação era de não tentar uma ressuscitação da criança. Em seguida, o médico conta no depoimento que alguma coisa dentro dele o fez mudar de ideia e começar o processo de reanimação do prematuro.

E foi assim que começou o processo imediato no hospital. Logo que colocaram o bebê em um aquecedor, começaram a ouvir o batimento cardíaco novamente. Os médicos disseram que não esperavam por aquilo. Em seguida, colocaram um tubo de respiração pelas vias aéreas e a respiração começou a voltar. Com o oxigênio, o batimento do coração começou a aumentar. Os médicos contam que o bebê passou da cor azulada para a rosada e, a partir disso, começou a se mexer.

A recuperação 

Depois de passar 126 dias de tensão na UTI, a filha de Courtney finalmente voltou para casa. Com saúde, essa semana ela completou três anos. A mãe disse, em entrevista ao canal CNN, que quando alguma outra mãe ou pai buscar no Google sobre prematuros, a história dela dê esperança e fé para quem passar por algo parecido.

Via: Revista Crescer