‘Trem Bala’ de Ana Vilela vira livro e concorre a prêmio de literatura

26/11/2018 às 09:30. Comente esta notícia!

A música, que viralizou e ganhou fama, virou livro-presente e foi finalista do Prêmio Jabuti em duas categorias, cujos vencedores foram revelados neste mês

Versão em livro da música Trem Bala de Ana Vilela (Foto: divulgação)

Até uma década atrás, dar uma música de presente era coisa simples: bastava gravar faixas em um CD e personalizar a capinha de plástico. Em tempos de arquivo digital, montar uma playlist é ainda mais fácil, mas ficou impossível embrulhar o pacote para entregar em mãos.

Foi daí que surgiu a ideia de transformar em livro-presente a letra de Trem Bala, canção que, em 2016, revelou Ana Vilela para o país com versos como “Segura teu filho no colo / Sorri e abraça teus pais enquanto estão aqui / Que a vida é trem bala, parceiro / E a gente é só passageiro prestes a partir”. “De todos os projetos que levam o meu nome, este está entre os três favoritos”, diz a cantora, de 20 anos, de Londrina (PR), que nem sonhava que uma gravação caseira de sua composição, enviada para apenas três amigos, a tornaria famosa em todo o Brasil depois de viralizar em redes sociais. “Nunca toquei essa música sem ver ao menos uma pessoa chorar”, diz.

Lançado em julho do ano passado, o livro ganha novo fôlego este mês. Em novembro, o Prêmio Jabuti, premiação literária mais prestigiada do país, revelou os vencedores de suas 18 categorias, e Trem Bala foi finalista em duas delas: melhor projeto gráfico e melhor ilustração, assinados por Anna Cunha, que já ilustrou mais de 20 títulos para editoras nacionais e estrangeiras.

Versão em livro da música Trem Bala de Ana Vilela (Foto: divulgação)

 

A ideia do livro é de Claudia Kubrusly, uma das sócias da Voo, editora independente de Curitiba (PR). “A canção foi materializada”, diz ela, que incluiu uma contrapartida social na venda do título: uma aula de música da instituição Playing For Change Brasil, com sede na capital paranaense, a cada exemplar vendido. Ela revela que entre o público presenteado com a obra há não só mães e pais, mas também crianças. O livro sanfonado traz ilustrações poéticas e coloridas e ainda faz graça no final, exibindo um extenso e lúdico trem bala no verso – capaz de arrancar sorriso de qualquer um.