Terminais de ônibus serão palco para peças de teatro

27/03/2017 às 07:51.

Quer participar do Festival de Curitiba e assistir a alguma peça? Preste atenção no seu trajeto de ônibus. Nos dias 3 e 7 de abril, os terminais do Boqueirão e do Santa Cândida recebem uma programação especial, com espetáculos variados. No mesmo dia serão encenadas peças diferentes, uma grande oportunidade de vivenciar a experiência do teatro a caminho de casa, do trabalho ou da escola. Confira quais são e programe-se.

Terminal do Boqueirão – Dia 3 de abril

Hora: 8h
Praça da Amizade Praça da Amizade (Foto: Divulgação/Festival de Teatro)

Praça da Amizade (Foto: Divulgação/Festival de Teatro)

Descrição: Neco e Nica, ex-artistas de circo, são tomados pelas emoções da infância, da lembrança de seus pais e da precipitada saída de casa, na adaptação do livro homônimo de Francisco Cândido Xavier, que convida a plateia a valorizar a vida refletindo sobre o papel da família e da fraternidade.

Hora: 11h
Podre Poder Podre Poder (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Podre Poder (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: Dois personagens inusitados resolvem discutir o poder e acabam saindo da realidade para representar as relações de poder da sociedade em que vivem.

Hora: 14h
Sorrir e Pensar Sorrir e pensar (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Sorrir e pensar (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: Repleto de poesia, acrobacias e humor, conta a divertida e emocionante história do palhaço Tingão, um ex- artista de circo inconformado com uma injustiça sofrida no passado. No decorrer de sua narrativa, Tingão recebe visitas especiais dispostas a ajudar. Será que ele voltará a ser feliz?

Hora: 18h
Teatro Popular de Bonecos “Praga de Mãe”

 Teatro Popular de Bonecos “Praga de Mãe”  (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Teatro Popular de Bonecos “Praga de Mãe” (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: João Redondo morre de ciúmes de sua mãe, fez o que não devia e terá de enfrentar a Praga de Mãe. Inspirado na tradição dos Teatros populares de Bonecos do nordeste brasileiro e de países europeus, com a bagagem de 10 anos de pesquisa, a peça recria um Teatro Popular de Bonecos com o pé fincado na cultura do povo do Alto da Serra.

Terminal Santa Cândida – Dia 7 de abril

Hora: 9h
Áporos

 Áporos  (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Áporos (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: Áporos é um jogo de improvisação desenvolvido a partir da observação dos deslocamentos nos grandes centros urbanos, utilizando a caminhada entendida como uma poética e colocando em evidência as relações, encontros, desencontros, passagens e permanências que podem afetar nossa percepção na cidade.

Hora: 12h
A Pisadeira

 A Pisadeira  (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

A Pisadeira (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: Baseado na lenda A Pisadeira, uma narrativa sobre acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais, misturando fatos reais, com imaginários ou fantasiosos que vão se modificando através do imaginário popular.

Hora: 15h
O Caixeiro Viajante ou o Vendedor de Ilusões O Caixeiro Viajante ou o Vendedor de Ilusões  (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

O Caixeiro Viajante ou o Vendedor de Ilusões (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: O espetáculo tem como personagem central o ator, que trabalha com linguagem corporal, bonecos de diversos tamanhos e técnicas variadas para contar a história da princesa transformada em sereia de forma lúdica, mágica e poética.

Hora: 18h
Licença pra eu passar
Gênero: Teatro de Rua Licença pra eu passar  (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Licença pra eu passar (Foto: Divulgação/Festival de Curitiba)

Descrição: Já imaginou você andando pela rua quando, no meio da calçada, encontra uma roda de pessoas e dentro desta roda um palhaço? Algo completamente incomum, não é? Esse é ‘Licença Preu Passar’, um espetáculo com o palhaço Tico Bonito e muitas brincadeiras para transformar o seu dia simplesmente rindo.

Sobre o Festival
A 26ª edição do Festival de Curitiba começa em 28 de março. A programação segue até 9 de abril com artistas em espetáculos para todas as idades e bolsos. Na Mostra Oficial serão 38 atrações, três internacionais e oito estreias nacionais. O Fringe, recorte do festival com participação livre, sem curadoria, completa 20 edições e terá 11 mostras especiais – uma delas portuguesa, com 5 espetáculos. Ao todo, são 303 montagens em cartaz, 45 delas com apresentações de rua e 66 espetáculos gratuitos. Confira a grade de programação.

Além dos espetáculos, performances, intervenções eNa programação do Festival de Curitiba, os terminais recebem oito peças. Os espetáculos são gratuitos em horários diversos. dos dois shows musicais, a programação inclui ainda uma série de ações, oficinas, conversas após as peças, encontro de crítica e curadoria e outras atividades de estimulo à formação do pensamento, às trocas entre artistas e entre artistas e público.

Via: G1