Terapia imune contra câncer leva Prêmio Nobel de Medicina

02/10/2018 às 09:18.

Os pesquisadores James P. Allison, dos EUA, e Tasuku Honjo, do Japão, foram escolhidos, nesta segunda-feira (1º/10), vencedores do prêmio Nobel de Medicina ou Fisiologia pela descoberta de uma terapia contra câncer por inibição da regulação imunológica negativa.

Allison, chefe do Departamento de Imunologia do MD Anderson Cancer Center, da Universidade do Texas, estudou uma proteína que funciona como um freio para o sistema imunológico. Ele percebeu o potencial de soltar esse freio e assim liberar as células imunológicas para atacar tumores. Ele desenvolveu esse conceito em uma nova abordagem para o tratamento de pacientes.

Honjo, da Universidade de Kyoto, descobriu uma proteína nas células do sistema imunológico e revelou que ela também funciona como um freio, mas com um mecanismo de ação diferente. Terapias baseadas em sua descoberta mostraram-se surpreendentemente eficazes na luta contra o câncer.

O prêmio é entregue pelo Instituto Karolinska, na Suécia, e abre a temporada de 2018 do Prêmio Nobel. Nesta terça-feira (2), será a vez de Física e, na quarta (3), de Química. Na sexta-feira (5), será entregue o da Paz. E na segunda (8), o de Economia.