Tartaruga marinha escolhe praia de Pontal para desovar pela primeira vez no Paraná

30/01/2018 às 08:54.

Passagem da tartaruga pela praia foi rápida, mas ficou registrada na areia. Foto: Divulgação

A praia de Carmery, em Pontal do Paraná, no litoral paranaense, recebeu uma visitante pra lá de especial na manhã do último domingo (28). Uma tartaruga-cabeçuda, da espécie Caretta Caretta, passou pelo balneário logo cedo e desovou na areia. Este é o primeiro registro de uma desova desse tipo de tartaruga no Paraná.

Preocupando-se apenas em deixar seus ovos num lugar seguro, o animal caminhou pela areia, deixando seu rastro ao passar por poças e raízes da restinga, até que fez uma espécie de “cama” e finalmente deixou seus ovos por lá. Logo depois, a tartaruga voltou ao mar.

No total, 131 ovos foram deixados. Com autorização do Projeto Tamar, responsável pela proteção das tartarugas marinhas em todo o Brasil, a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação do Centro de Estudos do Mar (CEM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) mudou o local do ninho. Essa mudança dos ovos vai dar mais chance para que eles se desenvolvam.

Tartaruga que passou pelo litoral paranaense era da espécie conhecida como cabeçuda. Foto: Divulgação/Projeto Tamar (imagem ilustrativa)

Tartaruga que passou pelo litoral paranaense era da espécie conhecida como cabeçuda. Foto: Divulgação/Projeto Tamar (imagem ilustrativa)

Monitoramento

Depois de deslocar os ovos para outro local, a área foi isolada e os ovos vão ser monitorados com toda atenção e cuidado. Os protetores alertam que é crime ambiental mexer nestes ovos e, por isso, a equipe toda conta com o apoio dos veranistas.

A equipe da UFPR tem o apoio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). Segundo os representantes do projeto, a temporada de desova desta espécie de tartaruga varia entre dezembro e março. Por isso, ainda há a possibilidade de que a tartaruga volte outras vezes à praia para deixar mais ovos.

Além do monitoramento feito, a população também pode ajudar, ficando atenta ao rastro na areia, que é característico destes animais. Caso aviste ou encontre na praia algum animal marinho, seja depositando os ovos ou que esteja debilitado, a pessoa deve ligar para o telefone gratuito 0800-642-3341.

Ovos serão monitorados para que se desenvolvam com segurança. Foto: Divulgação

Ovos serão monitorados para que se desenvolvam com segurança. Foto: Divulgação

Primeiro registro

O Paraná nunca tinha recebido uma desova desta espécie de tartaruga. Segundo os especialistas, no Paraná, a passagem destas tartarugas já tinha sido registrada, mas apenas encalhadas. Isso porque a areia das praias paranaenses é diferente, mais finas e frias do que em outras regiões e, por isso, os principais pontos de desova desse tipo de animal ficam no Nordeste, o principal deles na Bahia.

Via: Tribuna do Paraná