Suspeito de arrancar dedo de vizinha com mordida alega embriaguez e diz não se lembrar do motivo do ataque

13/12/2018 às 14:48.

O homem que mordeu e arrancou um pedaço do dedo de uma vizinha, e agrediu outras pessoas durante uma festa de confraternização realizada no domingo (9), em Luís Eduardo Magalhães, oeste da Bahia, disse em depoimento para a Polícia Civil que não se lembra do motivo da discussão que resultou na agressão.

De acordo com a polícia, Reinaldo Batista do Nascimento, de 23 anos, disse ao prestar depoimento, que misturou diversas bebidas alcoólicas antes das agressão na confraternização e, que, por isso, não se lembra do ocorrido. O homem continua preso na delegacia da cidade.

Segundo a Polícia Civil, alguns vizinhos estavam na festa, no Centro da cidade, quando Reinaldo Batista se envolveu em uma discussão, agrediu várias pessoas e arrancou o dedo de uma mulher com uma mordida.

“Ele, após discutir com o pessoal lá, começou a querer entrar nas casas com uma motocicleta. Essa senhora repreendeu, ele jogou a motocicleta em cima dela, e aí começou. Uma moça que era conhecida dele veio para ajudar, e aí começou a apanhar também. Ele bateu em várias pessoas. E aí, com muito custo, depois dele morder o dedo da senhora e mutilar, ele foi imobilizado por populares”, contou o delegado Joaquim Rodrigues.

Mulher foi atendida na Upa de Luís Eduardo Magalhães — Foto: Reprodução/TV Oeste

Mulher foi atendida na Upa de Luís Eduardo Magalhães — Foto: Reprodução/TV Oeste

Com a mordida, parte do dedo indicador esquerdo da mulher foi arrancada. Ela foi socorrida por vizinhos e levada para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade (Upa).

Segundo a administração da Upa, a mulher foi atendida e liberada, mas terá que retornar para uma cirurgia, com a finalidade de evitar que a vítima perca o restante do dedo.

A vítima, que não teve o nome revelado, disse que Reinaldo é amigo da família e que, até então, não tinha mostrado comportamento violento. Ele está preso na delegacia de Luís Eduardo Magalhães e ainda será ouvido pela polícia.

Delegado informou que homem disse em depoimento que não se lembra o motivo da discussão — Foto: Reprodução/TV Oeste Delegado informou que homem disse em depoimento que não se lembra o motivo da discussão — Foto: Reprodução/TV Oeste

Delegado informou que homem disse em depoimento que não se lembra o motivo da discussão — Foto: Reprodução/TV Oeste