Ao Vivo

Stevie Wonder lança duas novas músicas após 15 anos sem inéditas. Ouça!

14/10/2020 às 15:05.

Notícia para os fãs de música! Stevie Wonder lançou nesta terça-feira (13) as faixas “Where Is Our Love Song” e “Can’t Put It in the Hands of Fate”. O último lançamento inédito dele foi há 15 anos com o álbum “A Time To Love”. Ambas as músicas trazem conotação política nas letras, que falam sobre mudanças e esperança.

 

 

Em entrevista à revista Rolling Stone, Wonder contou que “Where Is Our Love Song” começou a ser escrita em 1968, quando ele tinha 18 anos. Recentemente, ele a resgatou e a completou com novos versos. Além dele, Gary Clark Jr. está na faixa tocando guitarra e todos os lucros arrecadados com ela irão para a ONG Feeding America, que luta contra a fome nos Estados Unidos.

Já em “Can’t Put It in the Hands of Fate”, Wonder se alia aos rappers Busta Rhymes e Rapsody e aos cinco filhos para cantar sobre mudanças na sociedade. A música também foi produzida por bastante tempo e acabou mudando de foco.

“Quando eu comecei a escrevê-la, era sobre um relacionamento. E aí eu comecei a pensar sobre onde estamos no mundo e a loucura é inaceitável. Não podemos mais aceitar. A mudança é agora. Não podemos colocá-la nas mãos do destino. Não podemos colocar as eleições nas mãos do destino,” disse ele à revista.

 

 

O músico tem 3 projetos em andamento e os novos lançamentos devem entrar no EP ainda sem nome, que terá convidados especiais. Além dele, os álbuns “Through the Eyes of Wonder” e “Gospel Inspired by Lula” estão para sair.

Na entrevista, Wonder falou também sobre a imprensa, a cultura do ódio atual e como quer mudar isso:

“A mídia é tão importante – qualquer um que diga o contrário está mentindo para si mesmo. […] Eu quero que o mundo melhore. Eu quero que ultrapassemos este lugar. Eu quero que nós todos vamos ao funeral do ódio.”

Recentemente, surgiram rumores de que a saúde de Stevie Wonder não estaria bem e ele também falou sobre o assunto, explicando que recebeu um transplante de rim em dezembro de 2019 e está se sentindo bem.

 

Fonte:  Papel Pop