Seu pet não quer comer? Saiba como lidar com a falta de apetite no verão!

26/01/2018 às 08:34.
Calor pode reduzir a disposição e o apetite dos animais. Foto: Pixabay

Calor pode reduzir a disposição e o apetite dos animais. Foto: Pixabay

Nos dias mais quentes é normal que a gente sinta mudanças em nosso corpo, como menor disposição e apetite. E com os animais não é diferente. No verão, muitos cães e gatos acabam ficando com pouca “energia” para brincar e até mesmo para comer.  E para garantir que o bem estar e a saúde dos pets não fiquem prejudicado, é preciso tomar alguns cuidados. Quem explica é a médica veterinária Keila Regina de Godoy, da PremierPet.

Segundo Keila, se o seu animal de estimação vive em área externa, garanta que ele tenha sempre um local mais fresco e com sombra, para se alimentar e descansar protegido do sol. Além disto, com o “calorão”, a sede de cães e gatos pode aumentar. Então lembre de oferecer ao pet água fresca e limpa à vontade.  E se você notar que a água está acabando rapidamente, providencie um segundo bebedouro ou então um maior.

Hidratação

Foto: Pixabay

Água fresca não pode faltar durante o verão. Foto: Pixabay

Outra dica dada pela veterinária é oferecer água em uma temperatura mais agradável para o pet. “Cubinhos de gelo podem ajudar a manter a água fresquinha e chamar a atenção do cão ou gato. É fácil e funciona como um incentivo à hidratação”.

No caso dos gatos, a ingestão de água pode ser estimulada de uma maneira mais divertida. “Felinos preferem água corrente. Para atender essa demanda, já existem no mercado bebedouros específicos para eles. Opte por usá-los, se possível”, indica Keila.

Sem apetite

Mesmo que seu amigão coma menos, não se assuste!  A veterinária diz que isto é comum e até esperado durante os dias mais quentes. “Não fique alarmado se o pet demonstrar certa alteração de apetite. É normal que ele coma menos no verão ou opte por se alimentar no período da noite, quando as temperaturas estão mais amenas e ele se sente mais confortável”.

Se o pet não comer, a orientação é retirar o alimento e oferecer a ração novamente, em outro momento. “Não deixe a ração exposta o dia todo, pois sob altas temperaturas ocorre deterioração da qualidade. E sempre descarte as sobras, pois podem facilmente estragar após contato com água ou saliva do animal, já que a umidade facilita a fermentação”, afirma a veterinária.

Alerta

Foto: Pixabay

Alguns cães adoram brincadeiras na água. Foto: Pixabay

Entrar na água é uma das brincadeiras preferidas de alguns animais, entre eles, cães das raças Labrador e Golden Retriever. Mas a festa na piscina também requer atenção.

“Não permita que o pet beba água de piscinas. Ele pode tentar fazer isso se sentir muito calor, mas não é aconselhável, pois a água tem produtos químicos que podem causar vômitos e até gastrite”, explica Keila.

Como último conselho, em qualquer estação do ano, nunca abra mão do acompanhamento do médico veterinário de sua confiança, além de procurar sempre, oferecer abrigo, água e alimento de qualidade para seu pet!

Adoção responsável: Este lindo filhotinho tem 45 dias, porte pequeno e já recebeu a primeira dose da vacina. Para adotá-lo como mascote de sua família, fale com a Fabíola Brito (41) 99778-5154. Foto: Divulgação.

Adoção responsável: Este lindo filhotinho tem 45 dias, porte pequeno e já recebeu a primeira dose da vacina. Para adotá-lo como mascote da sua família, fale com a Fabíola Brito (41) 99778-5154. Foto: Divulgação.

Via: Tribuna do Paraná