Ao Vivo

Sam Smith revela que não se identifica como homem ou mulher

18/03/2019 às 17:19.

Sam Smith fez revelações surpreendentes sobre a sua imagem e sexualidade numa entrevista com a atriz Jameela Jamil, na estreia do seu novo programa I Weigh Interviews. Durante a conversa com a britânica o músico contou que não se identifica nem como mulher. “Penso que sou algo no meio”, disse.

O artista assume-se assim como “não-binário”, uma terminologia que existe para caracterizar os seres humanos que estão fora do binário de gênero – feminino ou masculino.

“Sempre pensei muito livremente sobre a minha sexualidade, por isso tentei mudar a forma como encarava o conceito de gênero também”, afirmou, esclarecendo que se sente como um genderqueer. “Não-binário/ genderqueer significa que não te identificas num gênero. És uma mistura de diferentes aspetos: és a tua própria criação especial”, explicou o cantor de 26 anos.

Sam Smith

Sam Smith contou também que já considerou realizar uma operação de mudança de sexo: “é algo que ainda penso. ‘Será que quero?’. Penso que não”, confessou durante a entrevista. “Quando vi a palavra não-binário/ genderqueer, li mais sobre o assunto e ouvi as pessoas a falarem sobre isso, pensei: ‘Bolas, isto sou eu'”.

Na mesma conversa, o britânico declarou que começou a sofrer com problemas sobre a sua imagem corporal muito cedo e que fez uma lipoaspiração aos seios com apenas 12 anos, depois de o excesso de estrogênio no seu corpo ter causado um desenvolvimento anômalo do seu peito e motivado bullying por parte dos seus colegas de escola. “Não mudou nada. Acho que recuperei o peso em duas semanas, porque não tinha percebido o meu relacionamento com a comida. Mas ter 12 anos e fazer uma lipoaspiração no peito é um grande problema.

Smith descreveu estes problemas como “a base de toda a minha tristeza”, que se manteve na idade adulta.

View this post on Instagram

In the past if I have ever done a photo shoot with so much as a t-shirt on, I have starved myself for weeks in advance and then picked and prodded at every picture and then normally taken the picture down. Yesterday I decided to fight the fuck back. Reclaim my body and stop trying to change this chest and these hips and these curves that my mum and dad made and love so unconditionally. Some may take this as narcissistic and showing off but if you knew how much courage it took to do this and the body trauma I have experienced as a kid you wouldn’t think those things. Thank you for helping me celebrate my body AS IT IS @ryanpfluger I have never felt safer than I did with you. I’ll always be at war with this bloody mirror but this shoot and this day was a step in the right fucking direction 👅🤘🏼🍑

A post shared by Sam Smith (@samsmith) on

Apesar de a entrevista já ter sido realizado há vários meses, Smith destacou num tweet que a discussão “mudou completamente a minha vida”. Em fevereiro deste ano, o músico publicou uma mensagem no Instagram sobre a imagem que tem do seu corpo. “Alguns podem interpretar isto como narcisista e convencido, mas se soubessem a coragem que implicou fazer isto e o trauma corporal que experienciei enquanto criança, não pensariam tais coisas”, escreveu. “Sempre estive em guerra com o maldito espelho, mas esta sessão fotográfica e este dia foi um passo na direção correta.”