Ao Vivo

Roupas, sapatos ou móveis para doar? Pequeno Cotolengo busca estes e outros itens em casa em Curitiba

09/08/2021 às 08:27.

Doações de roupas, móveis, eletrodomésticos, sapatos, bolsas, entre outros itens, são bem-vindas para a instituição. Foto: Divulgação/Pequeno Cotolengo

O Pequeno Cotolengo do Paraná segue buscando doações na casa das pessoas. Quem deseja fazer uma doação, não se tem a necessidade de sair de casa, pois caminhões da instituição saem todos os dias para buscar os produtos pelos bairros de Curitiba e região. Roupas, móveis, eletrodomésticos, sapatos, bolsas, entre outros itens, são bem-vindos para a instituição que atende 230 pessoas com deficiências múltiplas.

O agendamento de doações pode ser feito via telefone ou por mensagem, sendo definido o horário e dia, de acordo com a rota dos caminhões. Por conta da covid-19, os caminhões que realizam as coletas de doações são higienizados todos os dias. Durante a coleta nos bairros, é solicitado que os contribuintes deixem os itens doados na porta de casa, evitando assim o contato e respeitando o distanciamento social.

Caminhão faz coletas pelos bairros de Curitiba e região. Foto: Divulgação/Pequeno Cotolengo

Para manter a obra

Peças de roupas, móveis, eletrodomésticos, sapatos, bolsas, são destinados ao Bazar do Pequeno Cotolengo, que após a venda, são revertidos para os custos gerais da organização. Além dos itens de vestuário, existe ainda a opção de doações de recicláveis, que são vendidos, e também revertidos para manter a obra.

Doações de alimentos também são aceitas e utilizadas na alimentação dos assistidos atendidos. Jaime Rech, gerente do Bazar do Pequeno Cotolengo, valoriza as doações para o funcionamento da casa.

“O bazar é uma importante ferramenta de arrecadação do Pequeno Cotolengo, pois transforma as doações em renda, que, por meio das vendas, consegue suprir inúmeras necessidades dos assistidos, auxiliando também na manutenção da organização”, comentou o gerente.

Para agendar a coleta, basta entrar em contato pelos números: (41) 3314-1900/ (41) 3314-1901, ou pelo Whatsapp (41) 98516-3362.

Via: Tribuna Do Paraná