Ao Vivo

Ronda é reforçada nas praias com turistas em Pontal do Paraná. Surfista é preso em Matinhos

04/05/2020 às 09:02.

Guarda Municipal reforçou rondas nas praias de Pontal do Paraná após aumento do número de pessoas na cidade no feriado do Dia do Trabalho. Foto: Guarda Municipal de Pontal do Paraná

 

A Guarda Municipal (GM) e a Polícia Militar (PM) de Pontal do Paraná tiveram de reforçar as rondas nas praias neste sábado (2) após o município do litoral registrar aumento de 30% no número de carros na cidade de pessoas vindas de fora neste feriadão do Dia do Trabalho. Sexta-feira (1º), uma fila de veículos chegou a se formar na estrada que dá acesso às praias da cidade, causando muita preocupação pelo risco de contágio do coronavírus. Em Matinhos, um surfista foi detido após romper o bloqueio na praia e entrar no mar sexta-feira.

Comboios da GM com apoio da PM em Pontal do Paraná estão sendo realizados duas vezes ao dia nas praias para evitar aglomerações de pessoas, o que aumenta o risco de propagação do novo coronavírus. A rondas na faixa litorânea vai do balneário de Praia de Leste até Pontal do Sul, o que corresponde a um pouco mais de 6 km. Os guardas orientam quem estiver na praia a voltar para casa, mas com possibilidade de detenção para quem descumprir a orientação, já que as praias da cidade estão fechadas por decreto justamente por causa da pandemia.

São utilizados neste comboio duas viaturas da Guarda Municipal (GM) e uma da Polícia Militar, além de um carro veículo da prefeitura e um carro de som que explica a importância do isolamento social. “Na nossa ronda prevalece o bom senso, mas percebemos que muitos culpam até o estresse de permanecer em casa para estar no litoral. Na conversa, falamos para deixar o local e retornar para casa”, explica o comandante da GM em Pontal, Valdinei Fonseca de Souza.

Apesar de não ter ocorrido prisões nesta blitz de Pontal do Sul, a autoridades se segurança estão atentas com a estratégia utilizada por infratores que insistem em desobedecer algumas recomendações. O comboio percorre as areias em dois horários – um pela manhã e outro no período da tarde. Porém, após a ronda da manhã, muitos turistas são avisados que podem ir para a praia pois os policiais só irão retornar horas depois.

“Estamos mudando nossos horários até para evitar isso. No entanto, de maneira geral, os turistas estão respeitando. No comércio, as medidas estão sendo adotadas com o distanciamento entre as pessoas, uso de máscaras e com o álcool gel sendo oferecido”, ressalta Fonseca.

O comandante da GM tem participado de reuniões com os prefeitos do litoral. Em alguns momentos, já foi discutido sobre a possibilidade de fechar todos os acessos aos turistas, mas isto dependeria de uma ação do governo do estado. “Os prefeitos queriam criar uma força-tarefa para se fechar tudo e impedir a vida de gente de fora, mas depende do governo, pois afeta o livre acesso das pessoas”, explica Fonseca.

Surfista preso

Já em Matinhos, a prefeitura determinou por decreto multa punição de R$ 2 mil para quem desrespeitar a determinação de ficar na praia. A primeira punição foi para um surfista detido sexta-feira (1). Inclusive, a prefeitura solicitou na quinta-feira ( 30), que as pessoas não fossem para a cidade neste feriado e fim de semana. Outras cidades como Guaratuba e Pontal do Sul já adotam esta punição.

Via: Tribuna Do Paraná