Ao Vivo

Recém-nascido tem coronavírus confirmado em Londres

16/03/2020 às 09:23.

Uma mulher internada com pneumonia durante a reta final da gravidez teve a suspeita de coronavírus confirmada logo após o parto e, por isso, seu bebê, também foi testado, minutos depois de chegar ao mundo. De acordo com o jornal britânico The Sun, o exame da criança também deu positivo e o bebê se tornou a vítima mais jovem do mundo do Covid-19. Em fevereiro, outro bebê, na China, foi diagnosticado 30 horas depois de nascer.

O bebê e a mãe seguem em isolamento, separados. Ele no hospital em que nasceu e ela, em um hospital especializado em infecções. O Royal College of Obstetricians and Gynaecologists, no entanto, aconselhou a não separarem mães e bebês e disse ainda que os bebês podem ser amamentados, já que jovens e crianças não costumam ter complicações sérias.

De acordo com informações que os médicos passaram ao The Sun, ainda não se sabe se a criança foi infectada ainda no útero ou durante o parto. Também não foi revelado se a criança nasceu por um parto normal ou cesariana. “Ainda não há estudos suficientes para comprovar se o vírus passa da gestante para o bebê”, explica a a infectologista Mirian Dal Ben, do Hospital Sírio-Libanês (SP), a CRESCER. Os pesquisadores, no entanto, já começaram a analisar alguns casos. Publicada no jornal científico The Lancet, uma pesquisa feita com uma amostra de nove grávidas sugere que o novo coronavírus não passaria de mãe para filho durante a gestação. As mulheres eram de Wuhan, na China, onde a epidemia teve início, e tiveram pneumonia causada pelo COVID 19. Todas deram à luz por meio de cesariana. Para a infectologista Mirian, ainda é muito cedo para se chegar a uma conclusão.

Via: Revista Crescer