Ao Vivo

Quer escolher a vacina da covid-19? Quem recusar imunizante vai pro fim da fila no PR

05/07/2021 às 08:12.

Vacinação contra a covid-19. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.

Quem se recusar a tomar vacina contra a covid-19 por causa da marca do imunizante em Nova Esperança vai para o fim da fila de vacinação. A medida faz parte de um decreto municipal publicado na última sexta-feira (2) pelo prefeito Moacir Olivatti, e já está em vigor.

No texto, o prefeito explica que o município recebe as doses do governo estadual, e que as faixas etárias nas quais será aplicado o imunizante também é determinada pela Secretaria Estadual de Saúde. Desta forma, informa o decreto, “não há possibilidade de escolher o imunizante por marca”.

Por isso, quem chegar a um dos pontos de vacinação de Nova Esperança e se recusar a tomar a vacina contra a covid-19 será identificado em um documento oficial da Prefeitura. Duas testemunhas assinarão o termo, e a partir desse momento a pessoa perde o direito à ordem cronológica de vacinação. O decreto estabelece que a pessoa será realocada como “remanescente” e só vai voltar a ter possibilidade de se vacinar depois que todo o público maior de 18 anos for imunizado.

O prefeito justificou a adoção da medida porque, segundo ele, aumentou o número de casos em que as pessoas chegam às Unidades Básicas de Saúde e não encontram a marca de vacina desejada. A desistência por parte dessas pessoas, nas palavras do prefeito, “prejudica toda a logística” de vacinação. Esse comportamento de escolher a marca da vacina, nas palavras de Olivatti, gera “um severo prejuízo à imunização da população” no que foi classificado por ele como uma “afronta à segurança sanitária”.

Via: Tribuna Do Paraná