Qualidade da água no Rio Iguaçu é ruim em seis dos 21 pontos pesquisados durante expedição

22/10/2018 às 11:23. Comente esta notícia!

A qualidade da água no Rio Iguaçu é considerada ruim em seis dos 21 pontos pesquisados durante uma expedição realizada pela ONG SOS Atlântica.

O grupo saiu da região de Curitiba no dia 9 e chegou à foz na sexta-feira (19), depois de percorrer os 1,1 mil km do rio, passando por 41 cidades do Paraná e três de Santa Catarina, além da fronteira com a Argentina.

De acordo com os pesquisadores, grandes concentrações de esgoto, agrotóxicos e fertilizantes são os principais fatores de contaminação do rio.

Para análise da qualidade da água, os especialistas verificaram os Indicadores de Qualidade da Água (IQA) estabelecidos no Brasil por meio de norma legal (Conama 357) e que levam em conta o levantamento de indicadores físicos, químicos, biológicos, bacteriológicos e de metais pesados.

“O Iguaçu podemos dizer que está na UTI. É um rio que vem sofrendo várias agressões. Falta cobertura florestal de Mata Atlântica para proteção dessas águas e nós encontramos, de todo o trecho percorrido, de todas as análises realizadas, apenas um único ponto com qualidade de água ótima”, destacou a coordenadora do programa, Malu Ribeiro.

Segundo os pesquisadores, apesar das condições preocupantes, o Rio Iguaçu tem uma imensa capacidade de recuperação por conta das corredeiras e das cataratas, que enchem a água de oxigênio.

O levantamento é inédito e será apresentado na Conferência Mundial do Clima, em dezembro, na Polônia. O objetivo é garantir um compromisso das autoridades do Brasil e do exterior em melhorar a qualidade da água doce no mundo.

“A sociedade precisa trabalhar esses dado, se preocupar e mostrar para aqueles que são responsáveis que isso tudo tem interferência no dia a dia da vida delas. A água que a gente bebe, a produção agrícola da região, tudo isso depende desses rios. Os rios brasileiros estão pedindo socorro há muito tempo”, reforçou o diretor da SOS Mata Atlântica, Mário Mantovani.