Ao Vivo

Projeto dá emprego a 20 costureiros e quer produzir 100 mil máscaras. Você pode ajudar!

08/04/2020 às 08:45.

Garantir renda para trabalhadores desempregados, ajudar as forças de saúde no combate ao coronavírus e fazer o bem. Com essas premissas em mente, a Universidade Livre para Eficiência Humana (Unilehu), de Curitiba, está focando os esforços do projeto Supera para a produção de 100 mil máscaras de proteção para evitar o contágio pela covid-19. Pessoas físicas e jurídicas podem ajudar.

Foto: Pixabay

O Governo do Estado do Paraná está arrecadando máscaras faciais de proteção para serem distribuídas em hospitais, clínicas, asilos, entidades de acolhimento e atendimento de pessoas em vulnerabilidade social, entre outros. A Unilehu reuniu 20 costureiras (os) que perderam parte de suas rendas pela pandemia e se prontificou a produzir os materiais. No entanto, a ajuda da sociedade é fundamental.

A proposta principal é simples: você doa, a Unilehu produz e a Sejuf distribui. Cada máscara tem o custo unitário de R$ 0,90 (material, mão de obra e despesas operacionais). O pacote tem 50 unidades e pode ser adquirida por qualquer pessoa ou empresa, que doa o produto para que eles cheguem de maneira correta e rápida a quem realmente precisa.

A segunda ideia é a venda direta, quando o interessado compra a caixa de máscaras e doa para quem quiser, ou mesmo utiliza com os seus.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a máscara é imprescindível para as equipes de saúde, pacientes, grupos de risco e pessoas em vulnerabilidade social. Devido a altíssima demanda, as máscaras estão faltando no mercado e quando se encontra, é comum o preço estar inflacionado. O projeto Supera vai produzir de acordo com as especificações da ANVISA. O material é o TNT (Tecido Não Tecido), tripla, com tiras de elástico.

Para encomendar suas máscaras você ligar ou mandar um WhatsApp para (41) 99679-8098 ou acessar o site da Unilehu, ou ainda o perfil da entidade no Facebook.

Via: Tribuna Do Paraná