Ao Vivo

Profissionais da saúde enfrentam chuva, fila e aglomeração pra receber vacina em Curitiba

29/01/2021 às 07:58.

Foto: Átila Alberti / Tribuna.

Quem foi até o Pavilhão da Cura, no Parque Barigui, em Curitiba, para receber a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus enfrentou fila embaixo de chuva nesta quinta-feira (28). Profissionais da saúde que foram convocados pelos hospitais para a receber a vacina foram surpreendidos com a longa espera e aglomeração.

Segundo relatos de profissionais, o atendimento no pavilhão está mais lento do que o esperado. Por causa do grande número de faltantes de quarta-feira (27), profissionais disseram que a prefeitura resolveu liberar o agendamento e com isso, o movimento tem sido além do esperado nesta quinta. https://www.youtube.com/embed/UByoFYn8N3E?feature=oembed

A técnica de enfermagem do Hospital Erastinho, Lucineide de Souza da Maia, chegou às 15 horas direto do plantão de 24 horas para receber a vacina contra a covid-19 e se assustou com a fila. “Deve ter mais ou menos umas duzentas pessoas na minha frente. A fila está bem devagar e aglomerada onde não está chovendo. Onde eu trabalho, no Erasto, eles convocaram os funcionários para a vacinação hoje, mas não imaginei essa fila”, comentou.

Mesmo esperançosa com a vacina, Lucineide vai ter que enfrentar a fila do lado de fora e também do lado de dentro do Pavilhão. “Lá dentro a gente não consegue nem ver direito como está. Pelo que eu vi, ainda tem outra fila até chegar para se vacinar”, disse, desanimada.

Técnica de enfermagem Lucineide de Souza da Maia. Foto: Átila Alberti / Tribuna.

Com tamanha espera, a técnica de enfermagem acredita que a vacinação nos postos de trabalho seria mais rápida e organizada. “Eu acho que deveria ter vacinação tanto nos hospitais como em outros lugares, como acontece com a vacina da gripe. Aqui fica muito centralizado, um lugar só para todas as pessoas que moram em Curitiba”, defendeu.

Outro problema relatado foi com relação ao sistema utilizado no Pavilhão, que ficou fora do ar na quarta-feira (27). “Ontem o sistema não estava funcionando. A pessoa que aplica a vacina tinha que sair da baia, andar pelo corredor todo e chamar no grito. Aí hoje os hospitais avisaram os funcionários que todo mundo seria vacinado. Surgiu a notícia e virou essa zona”, disse um funcionário que não quis se identificar.

O que diz a prefeitura

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) disse que mais de 50% dos profissionais de saúde que agendaram a aplicação da primeira dose da vacina não compareceram na última quarta-feira (27).

Para agilizar o fluxo da vacinação, a secretaria informou que fez contato com alguns hospitais da cidade e orientou o encaminhamento escalonado de suas equipes para o local. A secretaria disse ainda que a vacinação não está aberta para procura direta. “Neste momento, apenas profissionais de saúde dos hospitais estão sendo imunizados. Devem comparecer ao local apenas os profissionais com agendamento e aqueles que foram comunicados por suas chefias para se deslocar ao centro de vacinação, seguindo os horários indicados”, explicou a prefeitura em nota.

Por fim, a prefeitura orienta as pessoas para que não façam a busca direta ao Centro de Eventos Positivo, no Parque Barigui, à procura de vacinação contra a covid-19.

Via: Tribuna Do Paraná