Ao Vivo

Prefeitura registra queixa na polícia contra enfermeiros por abandono de trabalho

13/07/2017 às 08:25.

De acordo com a Secretaria de Saúde, 108 pacientes do Hospital do Idoso deixaram de ser assistidos por funcionários que estão em greve

A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS) registrou Boletim de Ocorrência (BO) no 8º Distrito da Polícia Civil contra 31 funcionários do Hospital do Idoso Zilda Arns, entre enfermeiros e auxiliares de enfermagem, em greve desde segunda-feira (10). A queixa prestada pela secretaria é por abandono de posto e descumprimento do acordo preestabelecido em audiência de conciliação, realizada na segunda-feira (10). A autarquia negocia na Justiça o reajusta à categoria.

Com a greve, 20 pacientes internados na UTI da unidade e 88 que estão na enfermaria acabaram ficando sem assistência. Além da omissão de socorro, a alegação do órgão é de que a atitude dos funcionários põe em risco a vida dos internados. Foram canceladas também sete cirurgias que estavam programadas para o período.

Segundo a SMS, para não paralisar totalmente o atendimento, foram remanejados servidores de outras unidades de saúde, já que apenas quatro trabalhadores compareceram ao turno de terça-feira.

A queixa contra os funcionários da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde (Feaes), que prestam serviço na saúde municipal será também encaminhada ao Conselho Regional de Enfermagem por abandono de posto. A Procuradoria Geral do Município vai acionar a justiça por descumprimento da medida que garante a presença mínima necessária para os serviços hospitalares não serem paralisados.

Via: Gazeta Do Povo