Prefeitura oferta testes de HIV por autoatendimento na Rodoviária

16/10/2018 às 08:31. Comente esta notícia!

A partir de agora, um projeto-piloto da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) oferece mais uma opção de teste de HIV para homens que fazem sexo com homens (HSH) e gays do sexo masculino. Os resultados de autoteste por fluído oral podem ser retirados em armários de autoatendimento instalados no Bloco Interestadual da Rodoferroviária.

Para solicitar o autoteste, o interessado deve acessar a plataforma virtual  www.ahoraeagora.org ou o aplicativo, disponível nas versões Android e IOs e preencher um questionário. Não é necessário identificação.

Finalizada a solicitação, o interessado receberá em até dois dias um código de retirada e uma senha. Com essas informações em mãos, ele deve se dirigir à Rodoviária para fazer a retirada. O teste ficará disponível por 72h a partir da emissão da senha. Para esclarecer dúvidas, o projeto oferece um e-mail de suporte por meio da própria plataforma.

A ação faz parte do projeto A Hora é Agora e é voltado para HSH e gays do sexo masculino, maiores de 18 anos, residentes em Curitiba. De acordo com a coordenadora municipal de DST/Aids e Hepatites Virais, Liza Bueno Rosso, a estratégia do projeto é voltada para a população-chave, ou seja, grupo populacional de maior vulnerabilidade para a infecção por HIV.

“O perfil atual do HIV é uma epidemia concentrada. Na população-chave, a prevalência de HIV é de 10%, enquanto na população geral o índice é de 0,4%. Ao realizar diagnóstico precoce aumentamos o sucesso do tratamento e reduzimos a transmissão”, explica.

De acordo com ela, os boxes na rodoviária ampliam a oferta de serviços para esse público. E o alto fluxo de circulação de pessoas pelo terminal de ônibus veio ao encontro da necessidade de expandir e divulgar essa nova forma de realizar o teste de HIV. Cerca de 100 mil pessoas passam pela rodo semanalmente.

O autoteste por fluído oral também pode ser retirado no Centro de Orientação e Aconselhamento (COA), localizado na Rua do Rosário, 144, no São Francisco, seguindo o mesmo processo para a solicitação. Porém, nesse caso, não há o armário. Deve-se apenas apresentar o código recebido por email na recepção. Nesse canal, o prazo de retirada é de até 15 dias.

Risco

Na plataforma web do A Hora é Agora também é possível, para quem faz parte da população-alvo, calcular o risco de contrair HIV por meio de uma calculadora, que foi adaptada do score de risco do CDC (da sigla em inglês, para Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA). Segundo Liza, porém o resultado é apenas um projeção e não substitui um exame.

A plataforma na web também traz um mapa interativo que mostra pontos de testagem de HIV e informações sobre orientações e formas de prevenção.

A Hora é Agora

Lançado em 2013, o projeto “A Hora É Agora – Testar Nos Deixa Mais Fortes”, voltado à população-chave da epidemia de HIV, é uma parceria entre a Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, o departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos da América (CDC), a Universidade Federal do Paraná e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids). Agora, o projeto conta também com o apoio da administração da Rodoviária de Curitiba.