Ao Vivo

Prefeitura de Curitiba deixa de monitorar doentes da covid-19 por falta de pessoal

10/12/2020 às 08:34.

Central de atendimento da Covid-19 em Curitiba. Foto: Luiz Costa/SMCS

O crescente número de casos ativos de coronavírus em Curitiba fez a prefeitura mudar de estratégia no acompanhamento de casos positivos da doença. Com mais de 14 mil infectados que seguem com o vírus ativo, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde, o município deixou de acompanhar todos os casos por falta de funcionários. As informações foram divulgadas pela reportagem do Jornal Hoje, da TV Globo, nesta quarta-feira (9).

Nos primeiros meses da pandemia, todos os casos positivos da covid-19 eram monitorados diariamente. A secretaria da saúde acompanhava todos os doentes e funcionários da prefeitura ligavam para as pessoas, para saber se estavam cumprindo a quarentena. Quando a pessoa não atendia a ligação, uma visita surpresa era feita para saber se o isolamento social estava sendo respeitado.

Com pouco mais de 14 mil casos ativos, a prefeitura está priorizando o monitoramento apenas de idosos e pessoas com doenças pré-existentes. Casos leves estão sendo acompanhados por um sistema robotizado.

O pesquisador Pedro Hallal da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), coordenador do maior estudo sobre a covid-19 do país, critica a postura da prefeitura. “A cidade deveria ter se preparado para o pior cenário. Tivemos de março até hoje para preparar o sistema. Se isso não for feito, agora que vai estourar”, disse Hallal em entrevista ao Jornal Hoje.

Para conter o avanço da pandemia, Curitiba está seguindo o toque de recolher definido pelo governo do estado e decretou lockdown aos domingos. A fiscalização também foi reforçada e a prefeitura pede o bom senso da população para diminuir os casos ativos da doença.

Via: Tribuna Do Paraná