Prazo para sacar PIS/Pasep no Paraná acaba na sexta-feira

28/06/2017 às 08:03.

Quem não sacar dentro do prazo, perde o dinheiro, que volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O prazo para o saque do abono salarial PIS/Pasep termina na sexta-feira (30). O abono é referente ao período em que a pessoa trabalhou no ano de 2015. Quem não sacar dentro do prazo, perde o dinheiro, que volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 está disponível para cerca de 1,83 milhão de trabalhadores, totalizando mais de R$ 1,083 bilhão.

Têm direito ao abono de até R$ 937, distribuído anualmente, os trabalhadores inscritos nos programas há pelo menos cinco anos, e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias no ano de referência, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

É necessário, ainda, que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O PIS é destinado aos funcionários de empresas privadas regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT); e o Pasep é devido aos servidores públicos.

Como sacar

Os trabalhadores podem fazer a consulta para saber se têm recursos disponíveis no site do Ministério do Trabalho.

Basta acessar a opção abono salarial e, na sequência, clicar em Consulta Abono Salarial. Na página, deve-se informar o número de CPF ou do PIS e a data de nascimento.

Para sacar o PIS, o trabalhador que tiver Cartão Cidadão e senha cadastrada pode ir aos terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal ou a uma casa lotérica.

Caso não tenha o cartão, é possível receber o valor em uma agência bancária da Caixa apresentando documento de identificação.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 0227.

Os servidores públicos com direito ao Pasep devem verificar se houve depósito em conta. Caso não ocorra, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação.

Mais informações podem ser obtidas pelo número 0800 729 0001.

Via: G1