Policiais salvam bebê que parou de respirar ao se engasgar: ‘Caíram do céu’

14/12/2018 às 08:42.

Policiais Militares salvaram a vida de Murilo, de 1 ano e 7 meses, ao realizar a manobra Heimlich — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Um bebê de 1 ano e 7 meses foi salvo por policiais militares após se engasgar com o leite materno em Registro, no interior de São Paulo. Segundo apurado pelo G1 nesta quinta-feira (13), a família estava desesperada e buscava ajuda quando foi socorrida por dois policiais militares. Após o susto, o bebê teve atendimento médico e passa bem.

Ademilson José Alves, pai de Murilo, conta que o bebê estava mamando dentro do carro quando engasgou. “Fui buscar minha esposa no trabalho. Ele foi comigo e estava bem. Na volta, quando entramos no carro, ele deu sinal de que queria mamar e minha esposa começou a amamentá-lo. De repente, minha esposa começou a gritar dizendo que o Murilo não estava bem”, relembra.

Vendo o filho ficar roxo e parar de respirar, o pai entrou em desespero e, na Avenida Marginal Castelo Branco, fez o retorno para ir até o quartel da Polícia Militar pedir ajuda. “Fiz a volta e, quando estava indo para o quartel, surgiu uma viatura na nossa frente. Eu parei e disse ‘salva o meu filho que ele tá morrendo’. Parece que foi Deus”, comemora.

Vendo o desespero dos pais, os policiais militar realizaram a manobra Heimlich para desengasgar o bebê. A manobra, de acordo com a PM, é o melhor método pré-hospitalar de desobstrução das vias aéreas superiores em casos de engasgamento. Durante o procedimento a criança vomitou o leite e voltou a respirar normalmente.

Os policiais militares acalmaram os pais e levaram Murilo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, onde o bebê foi medicado e liberado. “Eles caíram do céu. Não sei o que aconteceria se eles não estivessem ali. Agora o meu filho está bem, em casa, graças a Deus”, finaliza o pai.