Policiais param para jogar bets com crianças e deixam mensagem: vídeo

19/02/2019 às 10:59.

Com uma atitude simples, três policiais mudaram o dia, e talvez a visão de vida de crianças do bairro São José Operário, em Juína, a 730 km de Cuiabá.

Os soldados Habeck, Jeberson e Deividy Jhansenn faziam patrulha, no fim de semana passado, quando chegaram em uma rua de terra onde a criançada jogava bets – ou taco, como se chama em São Paulo.

Para mostrar que elas não devem temer a polícia, os PMs pararam para jogar com as crianças e depois conversaram com elas sobre o trabalho dos policiais. (vídeo abaixo)

“Estávamos cumprindo as tarefas de um dia normal, com abordagens e checagens de veículos, por exemplo, quando eles acenaram e pediram para a gente jogar também. Aproveitamos o momento, afinal, crianças não devem temer a polícia. Não é assim que a gente quer ser visto. Trabalhamos para proteger a comunidade”, disse ao O Livre, Deividy, que fez dupla com Jeberson.

“Habeck foi o câmera man”, brinca.

Carinho

“Para a gente foi muito marcante, porque afinal de contas a gente cresce, a responsabilidade vem e deixamos de fazer coisas divertidas como esta. Com taco rústico de madeira e garrafas pet, eles estavam se divertindo à beça. E nós também. Voltamos no tempo”, diz, emocionado.

O soldado conta que depois da brincadeira eles reuniram as crianças e conversaram sobre disciplina e responsabilidade.

“Começamos explicando como funciona nosso trabalho, nossa relação com a comunidade, mas, principalmente que eles devem ter sonhos, metas e que devem ter uma boa relação com seus pais – de obediência, de carinho – e consequentemente, uma relação saudável com seus vizinhos. Cremos que com essa proximidade teremos resultados mais positivos”, concluiu o soldado do 20º Batalhão da Polícia Militar de Mato Grosso.

Fotos: reprodução / OLivre

Fotos: reprodução / OLivre

Assista:

Com informações de OLivre