Ao Vivo

Polícia investiga se jovem de 27 anos é a 4ª morte ligada a suspeito de assassinar homossexuais em Curitiba e Santa Catarina

19/05/2021 às 06:34.

Uma quarta morte, que pode estar ligada ao suspeito de assassinar homossexuais em Curitiba e em Santa Catarina, é investigada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A informação foi confirmada nesta terça-feira (18), após os policiais ouvirem novas testemunhas.

Até agora, a polícia atribui três mortes, entre elas a de dois jovens de Curitiba, a José Tiago Correia Soroka. Também foram incluídos os casos de dois jovens, que sobreviveram, um deles procurou a DHPP nesta terça-feira.

G1 apurou que esta quarta vítima é um rapaz de 27 anos, que foi encontrado morto em 30 de abril deste ano. Segundo a polícia, o jovem estava em circunstâncias parecidas com as que foram encontrados as outras vítimas e teve ligação com o suspeito.

“É uma pessoa que era conhecida desse assassino. Estamos com uma forte desconfiança, mas não podemos confirmar nada até que tenhamos o laudo do Instituto Médico-Legal em mãos, para sabermos a causa da morte”, explicou a delegada Camila Cecconello.

A polícia tem outros detalhes sobre a vítima, que não foram informados para não atrapalhar as investigações.

Além do laudo do IML, a DHPP também tem analisado imagens de câmeras de segurança que possam mostrar o suspeito no local do crime.

Outra vítima

Nesta terça-feira, a DHPP ouviu um rapaz, que disse ter sido vítima de José Tiago Correia Soroka e sobreviveu. Essa nova vítima trouxe à polícia uma informação que pode trazer desdobramentos, conforme avaliou a delegada.

“O rapaz disse que foi vítima do mesmo suspeito, mas em 2018, ou seja, tem um tempo que ele pode estar agindo”.

Polícia pede ajuda

A delegada destacou que, desde que a DHPP pediu ajuda da população com denúncias sobre onde estaria o suspeito, muitas informações chegaram. Mas poucas ajudaram.

“Recebemos muitas informações de gente que o viu. Teve gente que disse que ele chamou para conversa, mas não foi ao encontro. Ainda não sabemos onde ele está”.

A polícia não descarta a possibilidade de que de José Tiago Correia Soroka, que é foragido pelo Paraná e Santa Catarina, tenha fugido para outra região do país.

“Nosso medo é que ele continue matando. Por isso pedimos ajuda da população com denúncias concretas, que realmente possam nos ajudar a chegar até ele”, alertou Camila Cecconello.

Denúncias anônimas podem ser feitas por meio dos telefones 181, 197 ou 0800-643-1121.

Os casos

O trabalho de investigação foi conduzido por policiais civis do Paraná e de Santa Catarina. O primeiro crime aconteceu em 16 de abril, em Abelardo Luz (SC). À época, Robson Olivino Paim foi encontrado morto.

Em Curitiba, José Tiago é suspeito de matar David Júnior Alves Levisio, em 27 de abril, e Marco Vinício Bozzana da Fonseca, no dia 4 de maio. Depois disso, teve a vítima que sobreviveu, no dia 11 de maio.

Via: G1 Paraná