Ao Vivo

Polícia detém jovens que davam maconha pra gato em Curitiba

23/06/2020 às 08:30.

Polícia Civil recolheu gato que recebia maconha de dois jovens. Foto: DPMA

Um gato foi recolhido pela Polícia Civil de uma residência no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, após aparecer em um vídeo em que duas pessoas dão maconha ao animal. Policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) efetuaram a prisão sexta-feira (19). Além disso, um cachorro da raça poodle também estava sofrendo maus-tratos. Os pets passaram por avaliação clínica e estão em um lar de proteção animal.

O início da investigação ocorreu no começo da semana passada. Uma denúncia chegou na delegacia em que relatava que o gato está recebendo maconha de dois indivíduos, tanto na alimentação como na hora de baforar a fumaça do cigarro de cannabis na direção do felino.

Ao confirmar que o vídeo era em Curitiba, a DPMA entrou no caso. “Ao chegar na residência, presenciamos tudo o que foi relatado na denúncia. Explicaram que era uma brincadeira, mas não é por aí. Isso implica em maus-tratos e cabe punição aos envolvidos”, explica o delegado Matheus Araújo Laiola.

Um homem foi preso e um adolescente apreendido. O menor foi levado para a Delegacia do Adolescente e o rapaz de 19 anos pode ser condenado a até 1 ano de prisão.

Cachorro também sofria

Na residência, também havia um cachorro da raça poodle que estava machucado na região dos olhos e muito sujo. A tutora, mãe do menor apreendido por dar maconha ao gato, teve de ir à DPMA prestar esclarecimentos.

Além do gato que consumia maconha, cachorro vítima de máus-tratos foi recolhido na mesma casa. Foto: DPMA

“Ela disse que não tinha conhecimento do que se fazia com o gato e, em relação ao cachorro, negou que estivesse fazendo algo de errado. Mas ela pode ser punida de maneira igual ao do rapaz de 19 anos por maus-tratos”, disse Laiola.

Via: Tribuna Do Paraná