PM faz ‘vaquinha’ para levar vítima de assalto para casa e história viraliza

21/12/2018 às 08:25.

A atitude de um policial militar de Santos, no litoral de São Paulo, em ajudar um idoso de 71 anos que tinha acabado de ser assaltado, viralizou nas redes sociais. Além de acalmar a vítima, que foi até o Batalhão pedir socorro, o PM ainda organizou uma ‘vaquinha’ com outros agentes para pagar o transporte de volta do morador que vive na área Continental de Santos.

Em entrevista ao G1, o cabo Leôncio, lotado na 3º CIA do 6 BPMI, que cobre a região central de Santos, disse que viu no idoso o pai que tem Alzheimer, por isso fez questão de oferecer um “ombro amigo” e também levá-lo até a catraia (embarcação de pequeno porte). O caso aconteceu na última quarta-feira (18) e viralizou nas redes sociais.

“Fazemos registro de acidente de trânsito, tiramos dúvidas da população e esse senhor [João] chegou lá vítima de roubo. Ele estava muito nervoso. Avisei via rádio sobre a ocorrência, mas percebi que ele estava tremendo muito. Assustado. Eu tenho um pai com Alzheimer, então decidi levá-lo para dentro do batalhão e comecei a conversar para acalmá-lo”, explica o policial.

Leôncio perguntou se a vítima tinha algum parente que pudesse fazer contato. “Ele começou a chorar. Abracei ele e o senhor João me disse que morava no Caruara (área Continental de Santos), mas não sabia como iria voltar para casa. Não tinha viatura disponível naquele momento. Minha vontade era de pegar ele no colo e levar”, comenta.

Comovido com a situação da vítima, o policial decidiu ir além. “Eu estava apenas com o cartão de crédito no bolso, então decidi falar com os colegas e pedir R$ 20 para que ele pudesse ir embora. Fizemos uma vaquinha e acompanhei ele até a catraia. Disse para ele que o bem maior era a vida. Recomendei que depois fosse à delegacia e ao banco para suspender os cartões e evitar outros problemas”, acrescentou o policial, que está na corporação há 23 anos.

O caso vivenciado pelo cabo durante o trabalho foi compartilhado internamente com outros policiais. Um deles resolveu publicar a história nas redes sociais, e a postagem acabou viralizando. “Fiquei surpreso com a repercussão. O que fizeram com o senhor foi uma covardia. Lembrei do meu pai. As pessoas pensam que PM é uma máquina. Nós somos durões, mas passamos por tudo que as outras pessoas passam. A gente também se emociona. Quando alguém procura por nós, o mínimo é dar proteção e atender bem o ser humano”, finaliza.

Cabo Leôncio acalmou senhor que tinha acabado de ser assaltado — Foto: Divulgação/PM

Cabo Leôncio acalmou senhor que tinha acabado de ser assaltado — Foto: Divulgação/PM