Placas fotovoltaicas reduzem em mais de 80% a conta de luz dos moradores

30/11/2018 às 12:31. Comente esta notícia!

As famílias atendidas pelo projeto Cohab Solar estão colhendo os frutos plantados pela Prefeitura no mês de abril. As placas fotovoltaicas instaladas em 26 casas do Moradias Faxinal, no Santa Cândida, estão gerando significativos decréscimos nas contas de luz dos moradores, com reduções que ultrapassam 80%.

O aposentado Benedito José de Lima, 69 anos, passou a viver em uma casa nova no Moradias Faxinal, em abril, após sofrer por anos nas margens do Rio Atuba. Em setembro a Copel instalou nas residenciais os relógios bidirecionais – equipamento que permite que a energia produzida pelas placas seja redirecionada para a rede. O resultado apareceu na última conta de luz.

A média que ficava em torno dos R$ 130 despencou para R$ 20 na conta de novembro, 84% a menos. “Foi uma surpresa ótima, uma economia acima da esperada. Já era uma grande alegria vir morar aqui, nesta região tranquila, agora com essa conta de luz tão baixa a alegria é em dobro”, destaca.

Os recursos economizados na conta de luz já têm destino certo. “Este dinheiro que vai sobrar quero investir em melhorias para a casa. Vou comprar materiais de construção para ampliar a moradia e também quero finalizar o muro”, explica o aposentado.

O jovem casal Guilherme de Oliveira, 26 anos, e Daiane dos Santos, 24, também ficou muito satisfeito com o desempenho das placas que transformam luz solar em energia elétrica. A conta que costumava girar em torno de R$ 112 caiu para R$ 18. E quem vai se dar melhor com isto é o pequeno Arthur, de três anos. “Vou usar o dinheiro com nosso filho. Quero comprar mais brinquedos para ele e também fazer mais passeios”, diz Oliveira.

“Curitiba está com os olhos voltados para o futuro, a energia solar veio para ficar. O projeto Cohab Solar traz vantagens para os moradores, que economizam na conta de luz e também para o meio ambiente, pois utiliza uma energia limpa e renovável”, ressalta o prefeito Rafael Greca.

A equipe técnica da Cohab vai aplicar um questionário aos moradores, para fazer uma avaliação do projeto e estudar a instalação das placas fotovoltaicas em outros conjuntos.

Funcionamento

A energia fotovoltaica é a energia elétrica produzida a partir da luz do sol. Foto significa luz e voltaica vem da palavra volt – a unidade de medida de tensão elétrica. Cada moradia recebeu no telhado a instalação de quatro placas, que formam um painel de 2 metros por 1 metro.

As placas compostas de vidro e silício captam a radiação solar e enviam para um conversor, que vai transformar a luz solar em energia elétrica para uso doméstico.

A família do vigilante Arlindo Meurer, 44 anos, tem um consumo alto de energia – a conta já chegou a R$ 210. A instalação das placas gerou uma economia de 55% e em novembro a fatura trouxe o valor de R$ 94. “Estamos muito felizes, quem não ficaria. Temos muita coisa para melhorar aqui em casa e esse dinheiro vai ser usado para isso”, afirma.

Caximba

O uso de energia limpa também irá se espalhar para outras regiões da cidade. Curitiba foi contemplada para receber suporte do C40 Cities Finance Facility, entidade internacional que facilita o acesso a financiamentos para projetos de mitigação de mudanças climáticas em áreas urbanas.

Concorrendo com mais de 120 cidades de todo o mundo, a capital paranaense foi uma das nove escolhidas durante conferência internacional realizada em Berlim (Alemanha) e agora irá receber US$ 1 milhão da entidade de sustentabilidade para estruturação do projeto de instalação de painéis solares no Aterro da Caximba e em terminais de ônibus.