Ao Vivo

Pesquisa mostra que só 48% das mães dormem mais do que 7 horas por dia

08/12/2017 às 08:52.

Os primeiros meses de um bebê exigem dedicação de pais e mães, mas, infelizmente, parece que elas ainda se responsabilizam muito mais pelos cuidados com o novo membro da família do que eles, principalmente durante a noite. É o que constatou um estudo da Universidade de Southern Georgia (EUA), feito com 5.805 norte-americanos.

Os pesquisadores descobriram que apenas 48% das mães dormem mais do que 7 horas por noite, que é o mínimo recomendado para uma boa noite de sono, contra 62% das mulheres sem filhos. O tempo do descanso noturno dos homens, porém, não teve alterações independentemente de morarem ou não com crianças pequenas.

“Infelizmente, ainda existe a cultura de que o pai não precisa se envolver tanto com bebês, mas isso precisa mudar, porque tem consequências negativas para a vida do casal. A pessoa sobrecarregada, além de ficar com menos disposição para tudo, inclusive para o sexo, fica mais irritada e pode adoecer”, diz a ginecologista e obstetra Carolina Ambrogini (SP), colunista da CRESCER. Portanto, fora amamentar, ele pode:

– Levantar ao ouvir o choro da criança, principalmente à noite, e levá-la para a mãe poder amamentar.
– Colocar o bebê para arrotar.
– Trocar a fralda. Se durante o dia a mãe for a principal responsável pelas trocas, o pai pode ficar responsável À noite, por exemplo.
– Pôr a criança para dormir.
– Preparar e dar o banho.

 

Via: Revista Crescer