Ao Vivo

Passageira flagra ônibus lotado em Curitiba contrariando as regras para evitar a transmissão da Covid-19

15/05/2020 às 08:13.

Foto: Lilian Brustolin

Uma passageira de um ônibus da linha Pinhais/Campo Comprido, registrou uma cena que contraria as regras das autoridades de saúde para evitar a transmissão do coronavírus, na manhã desta quinta-feira (14), entre Curitiba e a região metropolitana.

A recomendação é para que, além do uso de máscaras, as pessoas mantenham o isolamento social e evitem aglomerações. Curitiba registrou, até esta quarta-feira (13), 571 casos confirmados de coronavírus e 30 mortes.

O registro foi feito pela passageira Lilian Deisi Brustolin, por volta das 8h, quando ela estava indo para o trabalho, entre os terminais Campo Comprido, em Curitiba, e o terminal de Pinhais, na região metropolitana.

“É um absurdo. Todos os dias têm sido assim, eu entro nos ônibus morrendo de medo de pegar o vírus. As pessoas não respeitam, nem todas usam máscaras e todos ficam aglomerados”, reclamou.

Ao G1, Lilian, que mora em Piraquara, Grande Curitiba, contou que o trajeto entre a casa dela e o trabalho demora aproximadamente duas horas e que ela precisa pegar dois ônibus. Segundo ela, com a redução dos ônibus por causa da pandemia, os veículos têm circulado ainda mais lotados.

Passageira registrou o ônibus com pessoas aglomeradas, em Curitiba, na manhã desta quinta-feira (14)  — Foto: Lilian Brustolin

Passageira registrou o ônibus com pessoas aglomeradas, em Curitiba, na manhã desta quinta-feira (14) — Foto: Lilian Brustolin

“Agora é que eles deveriam aumentar os ônibus e não diminuir. Eu saio antes de casa todos os dias pra ver se consigo pegar um ônibus mais vazio, mas não tem jeito. Todos saem lotados. Se eu ficar esperando muito, me atraso para o trabalho”, contou

Sobre o distanciamento social, a passageira argumentou que infelizmente ainda existem pessoas que não entendem a gravidade do assunto.

“Eu não vejo distanciamento nem nos tubos e nem dentro dos ônibus. As pessoas, pelo que me parece, estão em outro mundo. Eu já trabalhei em um hospital e sei que a realidade é muito pior do que estamos vendo divulgarem por aí”, argumentou.

A Urbs, empresa que administra o transporte público em Curitiba, disse que está trabalhando com 70% da frota nos horários de pico e que acompanha diariamente a movimentação de passageiros para manter o distanciamento sugerido.

A Urbs disse ainda que também notificou a Coordenação da Região Metropolitana (Comec) para reorganizar o fluxo de veículos vindos da Região Metropolitana, evitando a lotação nos terminais de Curitiba. Veja a íntegra da nota abaixo.

A Comec afirmou que reforçou, nesta semana, os ônibus de linhas em Bocaiuva do Sul, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu e Rio Branco do Sul, mas destacou que é preciso a compreensão da população e o esforço na busca pelo serviço em horários alternativos. Veja a íntegra da nota abaixo.

Veja a íntegra da nota da Urbs

O sistema de transporte coletivo está trabalhando com 70% da frota nos horários de pico, quase cinco vezes maior que a demanda atual, que é de 260 mil passageiros por dia. A Urbanização de Curitiba (Urbs) acompanha diariamente a movimentação de passageiros para manter o distanciamento sugerido. A redução de passageiros está na casa de 67%, em relação ao período anterior ao início da pandemia do novo coronavírus. Para se ter uma ideia, antes da pandemia, esse volume era de 759 mil pessoas. Portanto, o sistema opera com folga.

Nos terminais, os ônibus só podem sair com lotação máxima de 50%, há marcação nas filas para manter o distanciamento de 1,5 metro entre os passageiros e orientação sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras por parte de fiscais. A partir de hoje (14/5), essa ação vai contar com o apoio do Exército. A operação é uma força-tarefa, que vai contar com um efetivo de 80 soldados para ajudar os agentes da Guarda Municipal, Defesa Social e da fiscalização da Urbs a orientar os usuários do sistema de transporte.

A força tarefa será concentrada – entre 5h30 e 8h30 – nos principais terminais (Pinheirinho, Santa Cândida, Cabral, Centenário de Boqueirão). No fim do dia, entre 16h30 e 19h30, a cooperação entre Prefeitura e Exército será nas estações tubo nas praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e na estação Central e no terminal do Pinheirinho. Serão 40 soldados em cada período.

A Urbs também notificou a Comec (Coordenação da Região Metropolitana ) para reorganizar o fluxo de veículos vindos da Região Metropolitana, evitando a lotação nos terminais de Curitiba. Além disso, também reforça a necessidade de o comércio estabelecer horários alternativos de funcionamento, para evitar a superlotação no início e no fim do dia.

Veja a íntegra da nota da Comec

A Comec informa que tem acompanhado a operação e realizado mudanças diariamente. Somente nessa semana receberam reforço linhas em Bocaiuva do Sul, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu e Rio Branco do Sul.

Estamos estudando ainda ajustes em Pinhais, São José dos Pinhais, Colombo e Campo Largo. Mas reforçamos a necessidade de utilização dos ônibus em horários alternativos. Apesar de uma redução de 74% no número de usuários, a frota foi reduzida em apenas 50%. Porém, a demanda está concentrada em horários muito específicos.

É preciso a compreensão da população e o esforço na busca pelo serviço em horários alternativos. A Comec tem realizado diversas conversas com FIEP, FACIAP, ACP, URBs, entre outros órgãos, incentivando a flexibilização dos horários de trabalho.