Ao Vivo

Parques estaduais voltam a fechar e quem for flagrado pode pagar multa de R$ 1,5 mil

21/09/2020 às 08:02.
Pico Paraná. Foto: Denis Ferreira Neto / Agência Estadual de Notícias.

As constantes aglomerações e o desrespeito com as unidades de conservação levaram o Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná, a fechar a visitação pública de quatro parques a partir desta sexta-feira (18). Visitantes que forem flagrados no interior das unidades estão sujeitos a multa no valor mínimo de R$1.500.

Os proprietários de terrenos próximos às unidades que facilitarem ou induzirem o acesso de pessoas não autorizadas também poderão responder por crime ambiental. As unidades estaduais de conservação chegaram a fechar por conta da pandemia, mas foram reabertas no dia 15 de agosto. Voltam a fechar temporariamente para o público os parques Pico Paraná, Pico Marumbi, Serra da Baitaca e Ibicatu, na região metropolitana de Curitiba.

Por causa da alta movimentação nos últimos dias, o risco de incêndios ambientais aumentou. “Devido a abertura que teve recentemente desses partes, ocorreram muitas aglomerações, bem como pessoas desrespeitando a unidade de conservação fazendo fogueiras e levando material incendiário, como churrasqueiras”, explicou o comandante da 1º Companhia Ambiental Força Verde, capitão João Waldemar Serpa.

Acampamentos com fogueiras

A Polícia Ambiental flagrou nos últimos dias acampamentos com fogueiras nos parques estaduais, o que é considerada prática proibida. Mesmo apagadas, as fogueiras mantém o calor no local, tornando a área um potencial foco de incêndio em tempos de estiagem. O fogo pode se proliferar rapidamente com o vento, o que dificulta o controle da queimada e prejudica uma grande área de preservação.

Para garantir que não haja mais visitação nos parques estaduais, o Batalhão da Polícia Ambiental e voluntários da Federação Paranaense de Montanhismo vão fiscalizar as áreas de proteção. O fechamento segue por tempo indeterminado.

Os demais parques reabertos no dia 15 de agosto continuam em funcionamento. Os municípios que optarem por manter as unidades de conservação fechadas possuem autonomia para continuar com a suspensão.

Via: Tribuna Do Paraná