Ao Vivo

Pandemia aumenta abandono e maus-tratos de animais em Curitiba e região

10/06/2021 às 08:26.

A pandemia do coronavírus afetou também os animais. O número de pets que sofreram maus-tratos ou abandono em Curitiba e na região metropolitana aumentou em 50%. Os dados são da Polícia Civil do Paraná que resgatou 1500 animais em 2020, 500 a mais comparado a 2019.

Mariane Mazzon, diretora executiva da ONG SOS Quatro Patas, de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, acompanha de perto o trabalho de recolhimento de animais e auxilia a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). Atualmente, são 220 animais que a Quatro Patas ajuda depois de casos de abandono ou maus-tratos. “Dobrou o número de casos e crueldade. Muitas situações de abandono de ninhadas ou fêmeas grávidas, pois a gente imagina que as pessoas não estão tendo condições financeiras de cuidar e ao invés de pedir alguma colaboração, é mais fácil largar. Essa semana teve um caso de abandono de filhotes em uma mochila. É muita crueldade”, disse Mazzon.

Mariane acompanha de perto o trabalho de recolhimento de animais e auxilia a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). Foto: Colaboração.

Em 2020, aumentou a punição para quem comete maus-tratos a animais. A legislação abrange animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos. A pena prevê reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição da guarda do animal vítima. Antes da sanção da lei, o crime de maus-tratos a animais criada em 1998 previa penalidade de três meses a um ano de reclusão, além de multa. “As denúncias diminuíram até pela lei, mas aumentou o pedido de ajuda ou abandono. Do ano passado até agora, dobrou o número de resgates com animais doentes”, reforçou a diretora executiva.

Feira de Adoção dos Resgatados

Na tentativa de conseguir um novo lar para os animais, a ONG Quatro Patas juntamente com a DPMA, vai realizar neste sábado (12), uma feira de adoção. O evento está marcado para iniciar às 10h até às 16h, na Casa do Produtor (Av. Vereador Toaldo Túlio, 4110, São Bráz).  “ É uma feira dos resgatados, pois todos os animais foram retirados de maus-tratos pela SOS ou pelo delegado Matheus Laiola”, afirmou Mazzon.

A feira de adoção dos animais vai ocorrer se o protocolo de segurança contra o coronavírus for alterado. A definição por parte da prefeitura acontece ainda nesta terça-feira (8). Se permanecer na bandeira vermelha, o evento está cancelado.  

Via: Tribuna Do Paraná