Pais recebem bilhete de vizinho reclamando dos filhos em condomínio e respondem

27/03/2018 às 09:10.

Eles ainda fizeram um boletim de ocorrência sobre o caso, que aconteceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul

O bilhete que Luana recebeu dos vizinhos (Foto: Arquivo pessoal/ Luana Alves)

Luana Alves já tinha colocado os filhos para dormir na última terça-feira (20), quando seu marido chegou em casa com as cartas que estavam na caixa de correspondência. Entre os papéis, estava um bilhete que deixou os dois perplexos. Um bilhete, com letras grandes, dizia: “O que é mais idiota, duas crianças insuportáveis, que choram dia e noite, ou dois chinelos que resolvem ter filhos? Qual a razão para os moradores terem que aguentar choro de filho dos ‘outros’?”.

Em entrevista a CRESCER, Luana contou que os dois filhos realmente choram e, naquele dia, especificamente, o mais velho voltou da escola contrariado. “Ele estava bravo. Tentei acolher, conversar, mas senti que ele precisava extravasar o sentimento. Ficamos ali, minha mais nova, de 2 anos, e eu. Quando meu marido chegou em casa, os dois já estavam dormindo e ele trouxe o bilhete que estava na caixa de correspondência. Me deu um misto de sentimentos: tristeza, raiva, insegurança”, disse.

Os dois, então, responderam para os vizinhos: “Se o choro te incomoda, vai morar no meio do mato. Torcemos para que o som dos pássaros não incomode”. Além disso, eles fizeram um boletim de ocorrência. “É a segunda vez que a pessoa se diz incomodada com nossos filhos. Da primeira vez, foi num bilhete de porta para nossa vizinha de porta e o alvo era a cadelinha, mas, no final, falava dos nossos filhos”, conta a mãe.

Criança chorando e gritando (Foto: Shutterstock)

“O que mais me impressiona é que meus filhos, apesar de chorões, são crianças comunicativas, amáveis”, disse Luana, que já conversou com o síndico e com alguns vizinhos mais próximos, mas pretende expor o assunto em uma reunião de condomínio na semana que vem.

O que você faria?

Via: Revista Crescer