“Oscar do MMA” premia paranaenses de destaque em 2017

31/01/2018 às 07:56.

Cristiano Marcello faturou o bicampeonato.

Grammy? Globo de Ouro? Oscar? Que nada! O que tem “bombado” mesmo nos últimos dias são as premiações no mundo do MMA. Nos últimos finais de semana foram conhecidos os grandes destaques de 2017 e, é claro, o Estado do Paraná não ficou de fora.

No Prêmio Osvaldo Paquetá, o tradicional “Oscar do MMA brasileiro”, o destaque ficou pela equipe CM System, de Curitiba. Os caras levaram novamente o prêmio de melhor time de artes marciais mistas do Brasil e o líder Cristiano Marcello ficou com o título de Técnico do Ano.

A Grande Curitiba também levou no quesito “Finalização do Ano”. Ricardo Guimarães, o “Capitão América” da Chute Boxe, venceu ao finalizar Guilherme Prescendo na disputa da sétima edição do Imortal FC, em novembro. Uma das profissões mais contestadas em qualquer esporte, um árbitro paranaense também foi consagrado no “Oscar do MMA”. André Xaropinho foi o vencedor.

Já na edição “Melhores do Ano” da revista Primeiro Round, que premia os destaques do MMA paranaense, a grande destaque foi a atleta Jessica Andrade (foto). A “Bate-Estaca, como é conhecida, faturou o prêmio de Destaque Paranaense Internacional.

No ano passado, a lutadora da PRVT participou de três confrontos no UFC – venceu dois e perdeu apenas a disputa de cinturão contra a ex-campeã Joanna Jedrzejczyk. No próximo dia 24, Jessica volta ao octógono mais famoso do mundo para encarar a americana Tecia Torres.

As mulheres, realmente, fizeram bonito em 2017. Além da “Bate-Estaca”, a curitibana Ariane Lipski também foi consagrada com o prêmio de Destaque Feminino – foram duas vitórias por finalização no primeiro round.

Via: Tribuna do Paraná