Ao Vivo

Ônibus lotado sofre arrastão em Curitiba e passageiros ficam em pânico

03/10/2017 às 09:16.

De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), pelo menos 40 passageiros estavam no interior do veículo no momento do crime

 | Divulgação /Sindimoc

Divulgação /Sindimoc

Três assaltantes fizeram um arrastão dentro de um ônibus da linha Santa Rita-CIC, em Curitiba, por volta das 16h30 desta segunda-feira (2). Segundo alguns passageiros, os bandidos entraram no coletivo ainda no terminal da Cidade Industrial de Curitiba (CIC), mas aguardaram o ônibus chegar à Avenida Juscelino Kubitschek, perto da sede da Volvo, para iniciar o assalto. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), pelo menos 40 passageiros estavam no interior do veículo no momento do crime, a maioria mulheres. Os assaltantes levaram celulares, dinheiro e outros pertences das vítimas. Os suspeitos teriam fugido em direção à Vila Verde.

A polícia chegou pouco tempo depois e encontrou os passageiros bastante assustados. O motorista e o cobrador foram acompanhados ao 13.º Distrito Policial para registrar um boletim de ocorrência. A investigação será feita pela Polícia Civil.

Empresas em alerta

Segundo o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), a empresa responsável pelo ônibus também registrará um boletim de ocorrência a respeito do arrastão e ainda comunicará a Urbs, que gerencia o transporte coletivo na capital.

Quanto às soluções para o problema, o sindicato informa que está em contato constante com a Polícia Militar e com a Secretaria de Estado de Segurança Pública para agilizar a mudança no uso no botão do pânico, instalado nos ônibus e nas estações-tubo.

Atualmente, esse botão alerta o Centro de Controle de Operações e as empresas responsáveis pelas linhas, mas o objetivo é integrá-lo aos centros de controle da Guarda Municipal e da Polícia Militar. Além disso, as empresas querem incentivar o uso do cartão-transporte pelos usuários para evitar o pagamento da passagem com dinheiro.

Via: Gazeta Do Povo