Ao Vivo

Novos ônibus de Curitiba terão pagamento com cartão de crédito e integração fora do terminal

22/01/2020 às 08:24.

Curitiba deve contar com novas tecnologias em seu sistema de transporte coletivo em 2020. Entre as novidades anunciadas nesta terça-feira (21) pelo prefeito Rafael Greca (DEM) e pelo presidente da Urbs Ogeny Pedro Maia Neto – durante a entrega de 20 novos ônibus para a frota da capital – estão a integração entre linhas de ônibus fora dos terminais, a integração temporal com o pagamento de uma única tarifa, o reconhecimento facial dos usuários do cartão transporte, além da possibilidade de pagar a tarifa com o celular, cartão de crédito ou débito, entre outras inovações.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

“Abrimos 2020 com mais ônibus novos e avanços robustos de tecnologia que garantem mais funcionalidade principalmente às áreas de bilhetagem e gestão da frota”, aponta o presidente da Urbs. De acordo com Maia Neto, os novos equipamentos que já estão disponíveis nos novos coletivos, devem passar a equipar toda a frota. “Dentro de seis meses, todos os ônibus do sistema de transporte coletivo de Curitiba estarão prontos para oferecer as novas funcionalidades aos passageiros”, diz.

Para o prefeito Rafael Greca, a tecnologia chega para trazer mais praticidade para a população. “A inovação é aliada importante do nosso sistema de transporte e facilitará o cotidiano dos curitibanos, que poderão trocar de ônibus fora dos terminais e estações-tudo sem ter que pagar uma nova passagem”, ressaltou.

Com as inovações anunciadas pela prefeitura e pela Urbs, o sistema de transporte coletivo do Curitiba passará a contar com:

  • Biometria facial: faz o reconhecimento da face para evitar fraudes na utilização dos cartões de estudantes e de isentos, como idosos e portadores de necessidades especiais;
  • Integração entre linhas: permitirá a troca de linhas de ônibus com o pagamento de apenas uma tarifa, sem a necessidade de estar em um terminal de integração;
  • Integração temporal: possibilitará a troca de linhas de ônibus com o pagamento de apenas uma tarifa, mas desde que realizada dentro de um período determinado;
  • Interoperabilidade entre sistemas metropolitanos: permitirá, no futuro, que usuários de outros sistemas metropolitanos possam utilizar apenas um cartão para o pagamento da tarifa;
  • Ampliação da tarifa diferenciada: hoje algumas linhas possuem tarifa diferenciada, mais barata, em determinados horários do dia, mas será possível ampliar o número de linhas com esse benefício, além de criar tarifas mais baratas ou de valor diferenciado para determinados dias da semana e feriados, ou para determinados trechos percorridos ou destinos;
  • Venda de créditos por aplicativos: dará mais agilidade à utilização de aplicativos para celulares para a compra e recarga de créditos para o cartão transporte;
  • Pagamento da tarifa com o celular: por meio da aproximação do aparelho habilitado ao validador e com de créditos virtuais carregados no telefone;
  • Pagamento com cartões de débito e de crédito: será aceita a utilização de cartões bancários para o pagamento da tarifa, seja no débito ou no crédito;
  • Operação com cartões cipurse: que oferecem mais segurança, não havendo, entretanto, a necessidade da substituição imediata dos atuais cartões que estão em operação. Esses cartões estão sendo substituídos gradualmente desde 2008;
  • Gestão da frota: com a modernização de todo sistema e utilização de equipamentos mais avançados para um maior controle sobre o cumprimento dos horários.

Novos ônibus

Os 20 novos ônibus que devem atender passageiros do sistema de transporte coletivo de Curitiba foram entregues nesta terça-feira no estacionamento da Rua da Cidadania do Pinheirinho, pelo prefeito Rafael Greca. A frota do transporte coletivo da cidade conta agora conta 337 novos ônibus. O objetivo, segundo a Prefeitura, é colocar nas ruas e canaletas exclusivas 450 veículos zero quilômetro até o fim do primeiro semestre deste ano.

“São novos ônibus com tecnologia embarcada e que oferecem acessibilidade para as pessoas de idade e também para pessoas com deficiência. Os veículos têm inclusive sinalização em Braille e sistema de comunicação verbal, por alto-falante, para orientar motoristas e passageiros”, disse Greca.

Os 20 carros, como são chamados pela equipe técnica da Urbs, irão atender passageiros das linhas Vila Marisa, Mário Jorge, Cotolengo, Fazendinha/Caiuá-Fórum, Itatiaia, Jardim Ludovica, Jardim da Ordem, Caximba/Olaria, Lindoia, Dom Ático, Novo Mundo e Portão/Santa Bernadethe.

Frota da capital

O sistema de Curitiba é formado por cerca de 1.250 ônibus que transportam 1,23 milhão de passageiros por dia. As linhas realizam, em média, 14,1 mil viagens por dia e percorrem mais de 273 mil quilômetros. O sistema conta atualmente com 254 linhas urbanas operadas por três consórcios.

Via: Tribuna do Paraná