Ao Vivo

Novo Centro de Transplante de Medula Óssea é inaugurado no Hospital Erasto Gaertner

25/02/2021 às 08:16.

Fachada do Hospital Erasto Gaertner. Foto: Aniele Nascimento/Arquivo/Gazeta do Povo

O Hospital Erasto Gaertner inaugura nesta quarta-feira (24) seu novo e ampliado Centro de Hematologia e Transplante de Medula Óssea (CHTMO). O centro vai se tornar o principal espaço para esse tipo de atendimento no Paraná e, de acordo com as projeções da instituição, em 36 meses, deve ser a maior unidade de transplantes de medula óssea do Brasil. As obras haviam começado em setembro do ano passado, aproveitando espaço deixado pela ala pediátrica com a inauguração do Erastinho.

A partir de agora, os leitos adultos disponíveis para o tratamento passam de 7 para 25. O Erastinho, voltado para o atendimento infantil, tem mais 5 leitos pediátricos para esse tipo de tratamento. O espaço, com 1.300 metros quadrados, tem capacidade para realizar transplantes autólogos, quando é feito com as próprias células-tronco dos pacientes; aparentados, quando o doador é um familiar; e também de não aparentados.

O CHTMO custou R$ 5,5 milhões e foi possível por meio do programa Paraná Competitivo, que permite a parceria entre o Governo do Estado e a iniciativa privada. No caso do Centro, a parceria foi realizada com a Volkswagen. Com alta tecnologia, o centro tem controle de ar e permite que os pacientes circulem pela área com menos risco de infecções.

O Erasto Gaertner realiza 124 transplantes de medula óssea todos os anos. Esse número deve ser duplicado ainda em 2021. O serviço passará a ser um dos maiores do país, já que o IBCC (Instituto Brasileiro de Combate ao Câncer) realiza cerca de 100 procedimentos por ano e o INCA (Instituto Nacional do Câncer) mantém, há alguns anos, o patamar de 80 procedimentos ao ano.

Via: Tribuna Do Paraná