No Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, Bruno Gagliasso faz apelo ao lado de Títi

23/03/2018 às 09:42.

Bruno escreveu mensagem para encorajar e defender a luta contra o preconceito

Desde que a vida de Bruno Gagliasso cruzou com a de Chissomo, ele precisou aprender a brigar por uma causa muito importante, a discriminação racial. O dia 21 de março é internacionalmente conhecido como o Dia Contra a Discriminação Racial “O Dia Internacional contra a Discriminação Racial foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em memória ao “Massacre de Shaperville”, ocorrido em 21 de março de 1960, na cidade de Joanesburgo, capital da África do Sul”, explicou o ator.

Títi já foi vítima de injúria racial, e Bruno deixou claro que sempre vai brigar pelos direitos da filha e pela justiça relacionada à grande parte da humanidade que ainda sofre com essa situação. O marido de Giovana Ewbank aproveitou a data para pedir que a luta não seja ignorada “Que a nossa história de luta e resistência nunca seja esquecida. Esta não é uma causa nossa, é uma causa de todos”, pediu em sua rede social.

Relembre o caso

A menina de quatro anos foi alvo de ataques racistas de uma socialite nas redes sociais. No vídeo, a mulher chama a criança de ‘macaca’, diz que as pessoas  são cínicas, falsas, e ‘puxa-sacos’, ao ir ao Instagram da atriz elogiarem a menina que, segundo ela, é feia apenas por ser negra. Os atores procuraram medidas legais para que ela pague pelo crime de injúria racial.

“Queremos agradecer por todas as mensagens e formas de carinho que recebemos nesses últimos dias. Estamos fortes e determinados em seguir fazendo o que é certo e buscar justiça. Não foi a primeira vez que passamos por isso, certamente não será a última, e sabemos que como a nossa filha, milhares de outras pessoas são vítimas de agressões e preconceitos diariamente nesse país. Como disse Gil, hoje o racismo não está mais velado e sim revelado, e mais do que nunca precisa ser encarado de frente por todos nós. Estamos juntos nessa luta. Obrigado por todo apoio. Vamos até o fim por amor, respeito e igualdade racial.”, escreveram Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank.

Via: Revista Caras