Netflix encerra parceria com Marvel e séries da franquia são canceladas

18/02/2019 às 15:45. Comente esta notícia!

 

Fãs da Marvel, infelizmente, as notícias não são boas! Nesta segunda-feira (18), a Netflix anunciou o fim da parceria com a maior editora de histórias em quadrinhos dos EUA e o resultado disso é o fim de títulos importantes na plataforma de streaming.

Após o cancelamento repentino de “Luke Cage”, “Punho de Ferro” e “Demolidor”, o comunicado oficial da produtora de séries e filmes informou ao Deadline que a terceira temporada de “Jessica Jones” será a última, assim como a segunda de “O Justiceiro” – só que essa permanecerá disponível na plataforma.

Netflix também aproveitou o anúncio para agradecer pela parceria de cinco anos com Marvel e relembrar figuras importantes que deram vida às histórias, como a atriz Krysten Ritter (a própria Jessica Jones, e que também fez “Apartamento 23”) e o ator Jon Bernthal (Frank Castle de “O Justiceiro”, e que também fez “The Walking Dead” e “O Lobo de Wall Street”).

Segundo a Variety, ainda que a parceria entre as duas já tenha sido encerrada, o contrato havia determinado que os super-heróis não poderão aparecer durante dois anos em qualquer outra produção após o cancelamento.

 

Confira o comunicado na íntegra:

“O Justiceiro não irá retornar para a terceira temporada na Netflix. O produtor executivo Steven Lightfoot, a equipe incrível e o elenco excepcional que inclui Jon Bernthal, entregaram uma série aclamada e envolvente para os fãs, e nós estamos orgulhosos em exibir esse trabalho na Netflix nos anos que virão.

Ainda revendo nossa programação da Marvel, decidimos que a vindoura terceira temporada também será a última temporada de Jessica Jones. Somos gratos à produtora executiva Melissa Rosenberg, a estrela Krysten Ritter e todo o elenco e equipe, por três temporadas incríveis dessa série inovadora, que foi reconhecida com o prêmio Peabody e vários outros. Nós somos gratos a Marvel pelos cinco anos de uma parceria frutífera, graças aos fãs apaixonados que acompanharam as séries desde o início.”

 

 

Fonte: M de Mulher