Neste site, robô ajuda a fazer consórcio para carro, casamento e viagem

11/10/2018 às 09:39. Comente esta notícia!

As famosas fintechs – empresas de tecnologia que vendem serviços financeiros –, aterrisaram no planeta dos consórcios, um setor tradicional no Brasil, que só cresce.

As startups querem vender consórcio de carro, imóvel e até serviços como casamento e viagem por chat, conduzido por um robô. Por trás da tecnologia, há um propósito: indicar as melhores opções de consórcio para o consumidor com orientação financeira, sem empurrar o produto com promessas falsas.

Entre as novas empresas, estão a Mycoin, administradora de consórcios que deve começar a operar em breve, e a Igglu Consórcios, que vende consórcio digital desde agosto deste ano.

Em seu primeiro mês, a Igglu vendeu 700 mil reais em cartas de crédito e pretende fechar o ano com mais de 30 milhões de reais. Diferente da Mycon, a empresa não é uma administradora de consórcios, mas uma plataforma intermediária entre clientes e administradoras.

Como em qualquer consórcio, na Igglu, o consumidor entra em um grupo e paga as parcelas durante um prazo. Todo mês alguém é sorteado e pode usar a carta de crédito para comprar carro, imóvel, casar ou viajar, por exemplo. A taxa de administração do consórcio é mais baixa que os juros de um empréstimo, mas o consumidor não sabe quando terá o crédito.

Até aí, tudo igual a um consórcio tradicional. A diferença está no processo de contratação e de pós-contemplação do consórcio. Na Igglu, o consumidor responde a algumas perguntas por um chat programado por inteligência artificial. A fintech faz uma análise do perfil de crédito do cliente e indica as melhores opções de consórcio. A empresa pode, inclusive, desaconselhar a contratação.