Ao Vivo

Naiara Azevedo abre closet e relembra troca de roupas após perda de peso

23/02/2017 às 13:44.

Esqueça aquela voz forte que dispara um “Que bonito, hein” logo no início da música “50 reais”. Longe dos microfones, Naiara Azevedo fala em um tom bem mais doce e suave. E essa diferença sobre seu perfil dentro e fora dos palcos, ela mesma define.

“Dentro de casa, sou mais dócil, dona de casa mesmo, mais sossegada. Em cima do palco, sou mais agressiva, explosiva, deixo aflorar minha personalidade mais forte, falo o que vem na telha, claro que com responsabilidade, e danço. Em cima do palco, extravaso”, resume ela, em entrevista ao EGO.A diferença não vem apenas na postura, mas também no modo de se vestir. Se no palco Naiara usa roupas mais ousadas e glamourosas, fora dele, ela opta por peças mais despojadas. E, para demonstrar um pouco desses dois estilos, a cantora abriu o armário da casa onde mora, em Goiânia, Goiás.

Logo de cara, uma das peças se destaca. Não pelo estilo, mas por sua história: um macacão que Naiara adquiriu com o foco de estrear no “Domingão do Faustão”. Detalhe: antes mesmo de receber o convite.

“Estava na casa da minha stylist provando algumas roupas e ela me mostrou esse macacão. Achei lindo, maravilhoso, especial, e falei para ela na hora em que estava provando: ‘Vou usá-lo até o fim deste ano no ‘Domingão do Faustão’. Levei para casa e repeti a mesma frase para minha sogra e minha cunhada. Duas semanas depois, houve o primeiro convite para estar no programa, no quadro ‘Ding-Dong’. Foi uma emoção muito grande! Acredito muito no poder da palavra”, conta Naiara.

A peça se junta também ao vestido azul, usado por ela no “Melhores do Ano 2016”, quando concorreu a dois prêmios, e ao vestido escolhido para participar do “Caldeirão de Ouro”, no “Caldeirão do Huck”, no fim de 2016. Essa, aliás, é a peça mais cara no armário de Naiara. “É um vestido da (estilista) Patrícia Bonaldi”, conta ela, sem entregar valores.

Em 2016, Naiara iniciou uma dieta que, aliada a exercícios, ajudou a cantora a eliminar 33 quilos. “Atualmente ganhei um pesinho (risos). Emagreço, engordo, emagreço, engordo… Pelo fato de viver na estrada, estar inchada, perder a voz por causa de resfriado e ter que tomar algum medicamento que ajude rapidamente para ter o retorno da voz… Esses medicamentos, como corticoide, prejudicam muito o artista nessa questão de peso. A gente está sempre engordando e emagrecendo por causa desses remédios”, desabafa.

Por causa da nova silhueta, Naiara precisou renovar o armário. “Sem exceção”, relembra ela, que incluiu ali peças que antes não se permitia. “Mas não só por ter emagrecido. Nós vivemos em constante evolução e, devido à minha carreira, tenho que ficar antenada na moda, no que está rolando, mostrando algo diferente para os meus fãs. Então hoje me permito usar algumas peças que antes, quando estava acima do peso, não usava”, admite.

Naiara afirma também que, embora se sinta melhor com seu corpo atual, nunca teve problemas com a antiga silhueta. “Sempre fui feliz com meu corpo, mas é obvio que a facilidade para encontrar roupas que eu goste e que me sirvam hoje é muito maior. E naturalmente com a saúde melhor, a gente se sente melhor. Em tudo. Acho que também é um estado de espírito. Me sinto melhor hoje, mais leve, mais saudável”.

Via: Ego