Ao Vivo

Mulher decide viajar pelo mundo antes de perder a visão

20/02/2017 às 10:58.

Joanne Milne, britânica de 42 anos, tomou a decisão ao invés de se abater.

Imagine que você nasceu surda, mas, em 2014, por conta das novas tecnologias existentes, consiga, enfim, começar a escutar, para sua imensa felicidade. Algum tempo depois, descobre que está perdendo outro sentido: a visão. Esse é o caso da britânica Joanne Milne, de 42 anos. Mas, ao invés de se abater, ela decidiu viajar pelo mundo e conhecer os lugares que mais desejava visitar.

joanne milne 01

Milne ficou famosa após sua mãe gravar um vídeo em que ela reagia ao primeiro som que escutou na vida. No caso, seu médico lhe contando os dias da semana.

“Eu chorei pelo milagre desse momento. Minha mãe capturou isso num vídeo e mais de 12 milhões de pessoas no mundo assistiram ao momento em que meu mundo silencioso explodiu numa dimensão incrível. (…) Eu também pude escutar as vozes de meus familiares, como a risada da minha sobrinha Casey, além da melodia de músicas. Tudo pela primeira vez”, disse, em entrevista ao jornal Daily Mail.

Um problema acabou trazendo outro: depois que começou a escutar, Milne começou a perder a visão. Ela possui a chamada Síndrome de Usher, que afeta a capacidade enxergar e escutar. A britânica já tinha problemas visão desde os 20 anos, mas eles se agravaram ainda mais após ela recuperar a audição.

Viagem para aproveitar a vida

Após descobrir que um dia, perderi a visão, Milne decidiu não se abater e optou por fazer uma viagem para lugares que sempre teve vontade de conhecer. “Eu queria aproveitar cada gota de alegria da vida, gravar na minha memória em vívidos detalhes o mundo maravilhoso ao meu redor, e recordar quantas imagens memoráveis eu puder”, comentou.

20170126_154909.jpg

Com a ajuda de um empresário de seu cidade natal, Newcastle, que ajudou a bancar sua viagem, ela pode passar nove meses viajando para os lugares que sempre quis conhecer: China, Índia, Bangladesh, Europa e América do Sul (incluindo o Brasil na visita), sempre acompanhada de um parente.

Momentos marcantes

Milne citou alguns dos momentos mais marcantes da sua viagem de nove meses. O primeiro deles foi escutar o barulho de pássaros, e em especial, das lhamas na trilha Inca do Peru. A visita ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, também foi um capítulo especial para a britânica, que se mostrou “intrigada em escutar os excitantes ritmos do português”, segundo suas palavras.

Sua ida a península indiana também foi marcante. Em Bangladesh, foi visitar uma amiga de infância, após uma promessa de que ajudaria as crianças surdas do país.

Na índia, se surpreendeu com as cores, barulhos, aromas, a confusão no trânsito e as diferenças entre pobres e ricos. Milne também se mostrou encantada com o Taj Mahal. “É um mausoléu de marfim e mármore que é perfeitamente simétrico. Mas quando cheguei perto dele, percebi que ele é gravado com um delicado padrão de flores.”

Novo desafio

Agora que pode conhecer os lugares que sempre quis visitar, Milne voltará a chefiar a Hearing Fund UK, uma ONG que fornece aparelhos auditivos para crianças carentes do país, além de patrocinar aulas de música.

E agora ela terá um novo desafio pela frente: se tornar esposa. Seu namorado, o paramédico Steve, pediu sua mão em casamento na semana passada. “Estou me mudando de Newcastle para Durham e assim viver com meu noivo e embarcar em uma nova aventura. E essa é por toda a vida”, disse.

Via: Feed Club